Volkswagen paga indenização por envolvimento da ditadura

Hoje: a Volkswagen conta com seu passado. O impeachment do governador do Rio de Janeiro. Uma fusão massiva que desafiará as autoridades antitruste. E a progressão do coronavírus no país.

Volkswagen pede desculpas por seu papel durante a ditadura

A montadora alemã Volkswagen está pagando R $ 36 milhões (US $ 6,44 milhões) em

Reparações e doações às famílias das vítimas da ditadura brasileira e também a iniciativas de direitos humanos. Os pagamentos fazem parte de um acordo que encerrará três investigações criminais sobre o papel da empresa em ajudar o Departamento de Ordem Social e Política (DOPS) – a ex-polícia política do Brasil – que sequestrou, torturou e matou centenas de pessoas.

  • Em um relatório de 2017 da Volkswagen, o historiador Christopher Kopper descobriu que a equipe de segurança da empresa havia espionado seus funcionários e relatado qualquer atividade “suspeita” ao DOPS. Mais de 100 pessoas foram diretamente afetadas pelo relacionamento da Volkswagen com os militares.
  • Em 2015, a Volkswagen foi a primeira empresa a negociar uma compensação por sua função neste período. E de acordo com Kopper “a primeira vez que uma empresa alemã assumiu a responsabilidade por violações dos direitos humanos contra seus próprios funcionários por eventos ocorridos após o fim do nacional-socialismo”.

Por que isso importa. Segundo a Comissão Brasileira da Verdade, criada para corrigir as violações dos direitos humanos durante a ditadura (1964-1985), mais de 80 empresas ajudou a desistir de seus próprios funcionários Ligado a movimentos sindicais e visto como “potenciais agentes subversivos” – incluindo Ford, Toyota e Mercedes-Benz.

Memória. Os documentos descobertos pela comissão foram, no entanto Não forneça um registro completo da opressão do Estado durante a ditadura – ainda em toda a extensão do envolvimento de empresas privadas. Muitos documentos desse período foram queimados pelos militares ou desapareceram de outra forma.


O impeachment do governador do Rio avança

O Congresso do Estado do Rio de Janeiro votou pelo impeachment do governador Wilson Witzel. Como em votações anteriores, os legisladores votaram unanimemente contra o político, acusado de desvio de fundos destinados aos esforços do coronavírus.

  • Agora, um comitê de cinco legisladores e cinco juízes estaduais analisará o caso. As recentes derrotas políticas de Witzel sugerem que as chances de ele escapar da queda são mínimas.

Por que isso importa. A queda de Witzel representa o colapso político do Rio de Janeiro. O estado está em sérias dificuldades financeiras e cinco ex-governadores foram presos desde 2016.

Trivialização do impeachment. Impeachment deveriam ser medidas extraordinárias por definição, mas passaram a fazer parte do cenário político desde 2016, quando Dilma Rousseff se tornou a segunda presidente mulher a ser indiciada desde que o Brasil voltou à democracia em 1985.

  • Antes de 2016, apenas dois governadores iniciaram processos de impeachment nos últimos 60 anos. Após a queda de Dilma Rousseff, cinco governadores se viram nesta situação – três nos últimos meses.
  • Segundo João Villaverde, assessor e pesquisador da Fundação Getulio Vargas, “o custo político do impeachment desapareceu para o legislativo”.

Qual é o próximo. Exceto por uma reviravolta chocante, o Rio continua a ser governado por Cláudio Castro, um político fervoroso e religioso que se tornou próximo da família Bolsonaro – e que está sendo investigado por corrupção.


Fusão no aluguel de automóveis representa um problema regulatório

Localiza e Unidas, as duas maiores locadoras de veículos em operação no Brasil, anunciaram a intenção de unir forças nesta quarta-feira. Se o negócio for aprovado, criará uma enorme empresa de R $ 48 bilhões com uma frota de mais de 468.000 veículos e espaço em 404 cidades, bem como seis países sul-americanos.

  • No entanto, a fusão será difícil para o órgão antitruste Cade, já que as duas empresas juntas têm uma participação de 47% no mercado de aluguel de carros e gerenciamento de frotas, o que pode inclinar o mercado a seu favor. Analistas dizem que há poucas chances de que o negócio seja aprovado sem restrições.
  • Ainda assim, os mercados receberam a notícia positivamente: as ações da Localiza subiram 14 por cento e as ações da Unidas subiram 17 por cento.

Por que isso importa. O mercado de locação de veículos no Brasil estava em alta, enquanto milhões de pessoas procuravam aplicativos de logística para trabalhar. No entanto, o setor foi duramente atingido pela pandemia. O lucro da Localiza no segundo trimestre caiu 53 por cento, enquanto o lucro líquido recorrente da Unidas foi praticamente eliminado. Juntas, as empresas estariam melhor posicionadas para se recuperar.


8 por cento dos brasileiros fizeram testes de coronavírus

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 17,9 milhões de brasileiros (ou 8,5% da população total) haviam feito o teste do coronavírus até o final de agosto. Dado que o país teve 3,9 milhões de infecções confirmadas no mesmo período, o Brasil teve uma taxa positiva de cerca de 21 por cento – uma das mais altas do mundo.

Por que isso importa. A taxa de resultados positivos é uma boa medida de quão adequadamente os países estão testando, pois indica o nível de rastreamento em relação ao tamanho do surto.

Dados incompletos. Como nós em O relatório brasileiro Ter apontado várias vezesO Brasil quase não testa gente suficiente para entender exatamente como a pandemia se desenrolou no país.

Demora. Em sete estados brasileiros, a média móvel de sete dias de novas mortes diárias aumentou mais de 10% entre 8 e 22 de setembro. Em 14 estados, caiu mais de 10%.


O que mais você precisa saber hoje?

  • Diplomacia. O chanceler Ernesto Araújo participará da Comissão de Relações Exteriores do Senado Explique a visita do Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo na semana passada para a fronteira venezuelana – entretanto Pompeo chamou o presidente venezuelano Nicolás Maduro de “traficante de drogas. A medida, apenas 46 dias antes das eleições nos Estados Unidos, foi vista pelos legisladores como uma “afronta à tradição diplomática do Brasil” de neutralidade e boas relações com seus vizinhos.
  • Comércio. O governo anunciou acordos comerciais com o México e o Paraguai para impulsionar as vendas de veículos e autopeças com os dois países latino-americanos. De acordo com a regulamentação publicada no Registro Federal do Brasil, a ideia é reduzir gradativamente as tarifas antes de sua abolição total em 2022.
  • Arredores. O Ministério Público Federal solicitou à Justiça Federal de Brasília que analisasse imediatamente um pedido de destituição do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A denúncia, assinada por 12 procuradores federais em julho, acusa o ministro de “esgotar deliberadamente as estruturas e políticas brasileiras de proteção ambiental”. Durante uma reunião de gabinete em 22 de abril, Salles disse que o governo deveria usar toda a atenção da imprensa sobre a pandemia de Covid-19 para “Administre o rebanho de gado“Pela Amazônia”, mude todas as regras e simplifique os padrões. “
  • Inflação. O índice de preços IPCA-15, indicador da taxa oficial de inflação, subiu 0,45 por cento em setembro – o maior detrator do mês desde 2012. Os produtos alimentares foram os principais culpados e mantiveram a tendência observada nos últimos meses. e já tem preocupado com o governo sobre os possíveis efeitos sobre os grupos pobres da população.

Leia a história completa AGORA!

Comece seu teste de 7 dias

cadastro

Inscrever-se para

O Post Volkswagen para pagar indenizações pelo envolvimento da ditadura apareceu pela primeira vez no relatório brasileiro.