Senado para votar estrutura legal sanitária, esperança de dinheiro novo

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, anunciou que na próxima quarta-feira, 24 de junho, será realizada uma votação sobre a nova Lei Sanitária para Instalações Sanitárias. A votação continua apesar das críticas contínuas à adequação do voto à distância para uma lei tão importante. Vários senadores manifestaram preocupação com a mudança.

A votação segue discussões e negociações de dois meses no Senado. Críticos da votação remota, como o chicote do Senado do Partido Socialista, Otto Alencar, afirmam que não há conexão entre a pandemia de Covid 19 e o projeto de lei porque “o saneamento básico tem a ver com doenças causadas pela água e não pelo ar” transmitido, como no caso do vírus corona. “

No entanto, os dados mostram que o número de mortes por Covid 19 por 100.000 habitantes é significativamente menor em áreas com melhor saneamento.

O governo também vê o projeto de lei como uma maneira de impulsionar a economia. Isso abriria o setor de encanamento para empresas privadas – o que poderia atrair novos investimentos em torno de BRL 700 bilhões. Se aprovadas, as empresas teriam até 2033 (ou, em casos excepcionais, até 2040) para abastecer 99% da população com água potável e pelo menos 90% dos brasileiros com sistema de esgoto.

Senado para votar estrutura legal sanitária, esperança de dinheiro novoSenado para votar estrutura legal sanitária, esperança de dinheiro novo

O projeto de lei é um projeto prioritário para o orador da Câmara Rodrigo Maia e foi aprovado pela Câmara dos Comuns em 27 de novembro de 2019. Enquanto a economia brasileira continua a flutuar, o governo espera que medidas como medidas de infraestrutura atraiam investimentos.


Apoie este relatório →Apoie este relatório →