Se Liga | Matt detona Pr. Silas Malafaia, faz defesa da “Marcha das Vadias” e fala sobre assuntos da TV

O nosso entrevistado de hoje fala o que pensa, tem personalidade forte, é autêntico e determinado e não tem medo de expor suas ideias e opiniões. Atualmente é moderador do maior site de audiência da TV brasileira, o TV Foco. Hoje, o “Se Liga no Teteu” recebe Matt, o moderador.

Teteu: Como surgiu o seu interesse pelo mundo da TV?

Matt: Gostava de assistir TV, mas sempre tive bastante curiosidade a respeito, lia algumas noticias relacionadas no UOL, na época do orkut, encontrei uma comunidade sobre TV e por lá fiquei, esse interesse só aumentou, passei a curtir debater TV, saber mais sobre audiência, e acompanhar os RTs.

Se Liga | Matt detona Pr. Silas Malafaia, faz defesa da “Marcha das Vadias” e fala sobre assuntos da TVSe Liga | Matt detona Pr. Silas Malafaia, faz defesa da “Marcha das Vadias” e fala sobre assuntos da TV

Teteu: Você é uma pessoa de personalidade forte, que sempre defende seu ponto de vista com grande persistência, além de não ter medo de falar o que pensa. Isso já te prejudicou alguma vez na vida? Ou te causou problemas?

Matt: Nunca tive problemas com isso, sei o momento de falar, e o que falar, no meu circulo de amizade falo rasgado o que tiver que dizer, mas tbm não sou uma pessoa sem censura que sai por aí falando tudo que vem a cabeça (Risos) tenho essa vontade, mas pra evitar magoar quem gosto, não faço isso.

Teteu: A função de Moderador já te trouxe algum problema de relacionamento com outros comentaristas, pelo fato de impedir ofensas, brigas e excessos?

Matt: Sim, é o que mais acontece, eu tento deixar a coisa rolar de boa lá no site, principalmente no post dos consolidados, pq é onde o pessoal se reúne, geralmente a mesma galera que tem intimidade, mas vez ou outra aparece alguém reclamando de algo, dizendo que protejo fulano, sicrano, os globais ou os mais chegados, mas pra moderar eu tento ser o mais neutro, e justo possível, mesmo meus desafetos não acreditando.

Teteu: A Rede Globo passou por uma série de rejeições as suas famosas telenovelas. Boogie Oggie, Meu Pedacinho de Chão, Além do Horizonte, Em Família, Geração Brasil e, mais recentemente, Babilônia, foram considerados os maiores fracassos da história da teledramaturgia da emissora. Para você, qual o fator que contribuiu para a baixa audiência das novelas da Globo?

Matt: Acho que hoje em dia tá mais difícil fazer uma novela de sucesso, e que agrade o telespectador, que tá mais critico, talvez por ter mais opções na TV aberta, fechada, Netflix, e a internet em si, fora isso tem os temas batidos que a Globo insiste em retratar, tirando Meu Pedacinho de Chão que foi uma novela diferenciada (e muito bonita) às outras citadas são mais do mesmo, tirando uma coisa ou outra. A Globo precisa arriscar mais, perceber que o Brasil não é só SP e RJ, o Brasil é grande, tem muita coisa bonita para ser mostrada, histórias interessantes tbm, espero que Velho Chico seja o inicio dessa mudança de rumo.

Teteu: Um fato que movimentou bastante o mundo da TV, ano passado, foi a contratação da apresentadora Xuxa Meneghel, pela Rede Record. Depois de estrear, o programa da loira passou por várias derrotas, chegando a amargar péssimos índices de audiência, que vem se prolongando até hoje. Matt, na sua opinião, qual é o principal erro do programa da Xuxa, que o impede de decolar?

Matt: A Xuxa já vinha enfrentando dificuldades na Globo, mesmo com todo poderio da emissora, tendo o casting (que é o maior do país) à disposição, convidados que raramente negariam se apresentar lá. Já na Record ela enfrenta tudo isso de uma maneira pior, sejamos francos, a emissora não tem um casting grande, existem poucos nomes lá que são relevantes no cenário da dramaturgia, que conseqüentemente atrairia o telespectador, cantores de peso não fazem cerimonia em negar convites da emissora, se não bastasse todas essas dificuldades, a Xuxa deixou de ser ela mesma, com essa coisa de se inspirar na Ellen, o telespectador quer a Xuxa que ele conhece há 30 anos, fora isso, o programa é sem conteúdo, pautas desinteressantes (às vezes até de mal gosto como aquele KamaXutra).

Teteu: O SBT sempre foi uma emissora bastante querida pelos brasileiros, fator que contribui para que ela se mantenha em segundo ou terceiro lugar em audiência, mesmo não investindo o necessário. São 5 enlatados mexicanos seguidos: Maria do Bairro, Cuidado com o Anjo, Teresa, A Dona, Chaves e dois remakes de novelas da Televisa (Cúmplices e Carrossel). Qual a sua opinião sobre a atual situação do SBT?

Matt: O SBT só continua no TOP 3 por ser uma emissora querida, e por ter um público fiel, pq se não tivesse isso, seria uma Band da vida, minha critica maior ao SBT é a falta de investimento em alguns setores, como o jornalismo, que praticamente inexiste, o principal jornal nem é em HD, e a promessa é de que isso mude neste semestre, como tbm foi de que mudaria depois do aniversário da emissora ano passado, na área do entretenimento só acho que falta investir mais na Eliana, comprando ou criando formatos novos para o programa, um cenário novo tbm seria bem vindo, acabar com aquele Passa ou Repassa no DL, que ninguém aguenta mais, investir nas viagens do Celso, que são sempre divertidas, e continuar com o Construindo um Sonho. Já as reprises de novelas eu não sou tão critico, concordo que existem excessos, como 4 novelas nas tardes, 2 já seriam o suficiente, o que abriria espaço na grade pra um programa feminino com prestação de serviço e jornalismo, e o Chaves tão criticado pela maioria, penso eu que nunca deva sair da grade, já é um clássico, não existe SBT sem Chaves.

Teteu: Em 2011, José Bonifácio Sobrinho, o Boni, revelou que o debate decisivo da eleição de 1989, que na prática elegeu Fernando Collor, foi totalmente arrumado pela Globo. Ele disse: “Colocamos pastas todas ali com supostas denúncias contra Lula, mas estavam vazias.” Boni admitiu que a emissora assumiu o lado de Collor: “Todo aquele debate foi (produzido) – não o conteúdo, o conteúdo era do Collor mesmo- mas a parte formal nós é que fizemos”. Diante desses fatos, você acha que os brasileiros podem confiar na Globo?

Matt: Penso que hoje em dia sim, em 1989 manipular ou alienar o telespectador era mais fácil, praticamente não existia internet, o país não tinha a inclusão digital que temos hoje, a população era mais “inocente” e aceitava/acreditava no que os meios de comunicação diziam, hoje em dia isso mudou, se uma pessoa duvida de tal informação, bastar ir ao Google, fazer uma simples busca que descobrirá a verdade, e com as redes sociais, botar a boca no trombone, questionar possíveis “erros” e mentiras é mais fácil, a verdade sempre vem à tona.

Teteu: O Cidade Alerta, programa policial comandado por Marcelo Rezende, ocupa diariamente 4 horas da grade da Rede Record. Você acha necessário que um programa policial tenha tantas horas de duração? Fale a sua opinião sobre os programas policiais.

Matt: Nunca gostei deste tipo de programas, não acrescenta em nada para o telespectador, tempo jogado fora na grade das emissoras, a Record erra em desperdiçar 4 horas com esse programa, mas como da audiência, dificilmente sairá da grade. Espero que seja verdade que com a estreia de Escrava Mãe, o Cidade Alerta seja encurtado, o telespectador só tem a ganhar.

Teteu: Um dos politicos mais polêmicos, sem duvidas, e o Jair Bolsonaro. Muitas vezes suas declarações causam grande repercussão, por serem muito fortes. O que você acha do Bolsonaro como politico e pessoa?

Matt: Acho que ele usa essa artimanha (de dar declarações polemicas) para aparecer mais no cenário politico, às vezes tenho a impressão de que ele é deputado de uma causa só, não sou de acompanhar o que ele faz na politica, mas sempre que vejo entrevistas deste senhor, ele fala sobre os mesmos tópicos: “kit gay” (que aqui quero deixar claro que pra mim isso engloba aqueles livros ensinando/explicando sexo às crianças do ensino fundamental, chora menos Douglas!) defende a ditadura, e aquele papo de sempre sobre a família tradicional brasileira, isso é maçante demais. Respeito como pessoa, e os ideias deles, que pra mim são meio tortos, mas cada um é cada um. Para encerrar, não gosto de gente que é 8 ou 80, o que dirá de um politico extremista como esse, sorte que é uma minoria que apoia o Sr. BolsoNADA.

Teteu: O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) informou que denunciou um casal que danificou imagens de santos na Marcha das Vadias que aconteceu no dia 27 de julho em Copacabana, durante a Jornada Mundial da Juventude. Eles foram denunciados por prática de ato obsceno em local público e de preconceito de religião. Eles tiraram as roupas, quebraram as imagens e ainda sentaram na cabeça de uma delas.

Matt, o que você acha da “Marcha das Vadias” e qual a sua opinião sobre essa atitude relatada acima?

Matt: Acho que tudo mundo tem direito de se manifestar, independente da causa, e acho justa a causa da mulheres da “Marcha das Vadias” , pq roupa não define caráter, independente do sexo, cada um tem o direito de se vestir como quiser, isso não dá o direito a ninguém de criticar, ou usar isso como justificativa para um possível abuso, seja moral ou físico. Já sobre a atitude acima, não concordo, manifestação é uma coisa, despedração e ato obsceno é outra, é por isso que algumas manifestações não são levadas a sério, pq os próprios membros não se levam a sério, e uma causa que seria justa, se perde na baderna e pouca vergonha.

Teteu: Qual a sua opinião sobre os seguintes artistas e personalidades:

Zeca Camargo

Matt: Um ótimo jornalista, sabe como ninguém fazer matérias sobre lugares exóticos, e culturas diferentes, mas que não combina com o programa que apresenta atualmente, deveria ser um repórter especial, como a Glória Maria, e viajar pelo mundo mostrando lugares interessantes.

Tammy Gretchen

Matt: Acho um ser humano corajoso, que se libertou daquilo que fazia infeliz, e resolveu ser quem realmente é, se todos fossem assim, o mundo seria mais feliz

Silas Malafaia

Matt: Explorador da fé alheia, que enriqueceu usado o nome de Deus, e que usa seu tempo na TV pra pregar o ódio, e fazer politica conforme seus interesses.

Anitta

Matt: Produto fabricado, que não tem nada demais, mas que deu sorte de cair nas mãos certas, que souberam investir e criar isso que vemos hoje.

Eduardo Cunha

Matt: O tipico politico Brasileiro, rouba, mente, e se sente intocável, usando o cargo para se manter no poder, é atualmente o maior cara de pau da politica nacional. Deveria ouvir a voz das ruas, renunciar, e parar de negar o inegável.

Fernanda Montenegro

Matt: Atriz de verdade, que se entrega de corpo e alma a profissão, mesmo com seus mais de 50 anos de carreira, ainda nos surpreende com papeis marcantes e desafiadores.

Deputado Jean Wylys

Matt: Uma pessoa inteligente, que defende seus ideais, sendo certos ou não, soube se sobressair depois do BBB, e hoje não é só um ex-bbb que vive de futilidade.

Patricia Abravenel

Matt: Pra mim não passa da filha do Silvio Santos, ainda não construiu seu nome, não é de tão ruim, tem espontaneidade e carisma, isso já é meio caminho andando.

Chico Buarque

Matt: Como artista é muito bom no que se propõem a fazer, como pessoa eu não concordo muito com as ideologias politicas dele, mas cada um com seu cada um, apenas respeito.

Dilma Rousseff

Matt: Dilmãe (Risos) fez um primeiro mandato relativamente bom, talvez pela herança deixada pelo Lula Molusco, mas depois que precisou andar sozinha, meteu os pés pelas mãos, erra em delegar e confiar demais, além de não saber lidar com esse jogo de poder.

Teteu: Chegou a hora da galera fazer perguntas para o Matt. Vamos ver:

Matt: Tirando a leitura obrigatória que tenho, pelo curso faço, não costumo ler mais nada, talvez por cansaço, mas sempre tiver a vontade de ler “As Crônicas de Gelo e Fogo” série de livros que GoT foi baseada.

Matt: Queria casar com ela, mas como sou ignorado, as musicas do Pablo me consolam.

Matt: Gosto de assistir séries, voltei a malhar, que é uma coisa que gosto muito de fazer, e que tinha deixado de lado por um tempo, vou muito ao cinema, e sair às vezes, já fui mais de balada, barzinho e festa, hoje em dia com a idade avançada (Risos) me cansei um pouco desses ambientes.

Matt: Um pouco dos dois. Normalmente mais extrovertido, mas isso só em um ambiente conhecido, com pessoas próximas, já com pessoas que não conheço ou que acabo de conhecer, sou mais tímido, chego a parecer sério demais, acho que isso meio que afasta algumas pessoas de mim.

Matt: Não chamaria de desafeto, como sempre falo, não levo aquilo lá muito a sério, muitas vezes eu “brigo” com a pessoa, e no outro dia nem lembro mais o porquê, e falo normalmente com a pessoa, mas tem 3 pessoas que eu evito fazer isso, que são o Ricky (recordista) pq não gosto de gente que manda indireta, ou chega e fala logo o que tem pra falar, ou não mande recado, tem o Bob (um com o avatar do Super Homem), que vez ou outra pega no meu pé, pq acha que eu sendo moderador, não posso emitir opinião, o outro é o Kevin, ele pegou birra de mim por uma besteira, depois começou a pegar no meu pé, dei trela até certo ponto, depois larguei mão e deixei ele pra lá, só respondo eles quando me perguntam algo relacionado ao andamento do site. De resto é tranquilo, mas sei que tem gente que não vai com minha cara. E eu ligo ? Logico que não!

Matt: Sou do mesmo jeito, o que tenho pra dizer, chego e falo, não mando recado, mas também não sou desses que sai por ae falando o que pensa pra todo mundo, tenho minha censura, se não já estaria morto. Acho que medo eu só tenho de cobra (uiii), altura, e de não encontrar um amor pra vida toda (sou sonhador, e acho que isso existe, respeitem KKK) de resto sou de boa.

Matt: Eu não gostei, apesar dele ser fanático pela “Có” (mas negar isso) ele desempenhava bem o papel de moderador, muitas vezes rígido demais, mas era competente, pedi a ele que não saísse, era só mudar o jeito de ser, que o povo lá do site pararia de perseguir o coitado, mas acho que ele se cansou disso.

Teteu: Obrigado Matt, a entrevista ficou sensacional e agradeço você pela participação.

Matt: Polvo e polva do meu Brasil, quero agradecer a todos que tiraram um tempinho da sua vida agitada, para ler e conhecer o “Rei Matt” na sua intimidade, espero que tenham gostado, sempre tentei ser uma pessoa bacana com todos, peço desculpa se algum dia ofendi, destratei ou magoei alguém, de verdade não foi minha intenção. Obrigado!

Valeu!!!

Relacionado