Se Liga | Jack fala sobre o mundo da TV, conta detalhes de “Relações Duvidosas” e revela o que pensa sobre o “Kit Gay”.

Depois do sucesso da temporada 2015, o “Se Liga no Teteu” está de volta com muitas novidades e surpresas, sempre abrindo espaço para os comentaristas de TV exporem suas opiniões sobre os mais variados assuntos. Para esse ano, preparamos uma temporada sensacional com entrevistas dinâmicas, divertidas e polêmicas, com objetivo de agradar você leitor e amigo. Sejam bem-vindos!

Hoje estamos recebendo um cara super gente boa, divertido, engraçado, talentoso e cheio de criatividade. Ele deu vida ao personagem/comentarista “Cebolinha” e depois revelou sua identidade, demonstrando ser uma pessoa bastante sensata em suas opiniões. Atualmente escreve a web-série “Relações Duvidosas”, que é veiculada nas Segundas, Terças, Quintas e Sextas, aqui no Recreio. Recebo, com muita alegria, o meu amigo Jack Cebola!!!

Se Liga | Jack fala sobre o mundo da TV, conta detalhes de “Relações Duvidosas” e revela o que pensa sobre o “Kit Gay”.Se Liga | Jack fala sobre o mundo da TV, conta detalhes de “Relações Duvidosas” e revela o que pensa sobre o “Kit Gay”.

Teteu: Ano Novo chegou e junto com ele os nossos sonhos e desejos antigos acabam se renovando. Jack, o que você mais almeja para sua vida em 2016?

Jack: Almejo a felicidade, mas também quero conseguir um emprego, espero que seja um ano mais agitado que foi 2015.

Teteu: Na nossa vida, muitas vezes, passamos (ou passaremos) por alguns momentos desagradáveis, seja pagando um mico, ou até mesmo brigando com alguém. Jack, qual a sua forma de agir em momentos de tensão/vergonha?

Jack: Tento me afastar e pensar sobre o que ocorreu só e é a melhor solução, pois qualquer um de cabeça quente acaba falando bobagens. Se ignorar com o tempo cai no esquecimento, agora se querer revidar e cair na provocação, pode dar a volta por cima ou piorar ainda mais a situação e sem dúvidas com essa segunda atitude ficará mais lembrado para o bem e para o mal. Então recomendo ignorar ao máximo as situações desagradáveis, não vale a pena e você perde sua razão.

Teteu: Em 2016, teremos grandes estreias na TV. Escrava Mãe, Velho Chico, Êta Mundo Bom e a segunda temporada de Os Dez Mandamentos, estão entre as principais novidades para esse ano. O que você espera da TV, de uma forma geral, em 2016?

Jack: Desejo sucesso para as novidades de todas as emissoras, não sou fanático por nenhum canal e assim aprecio o que tem qualidade em cada uma. Por isso quero o melhor, que venham boas novelas e sobretudo que as séries de Globo, Band e Record sejam ótimas, curto demais histórias mais curtas e dinâmicas, que o SBT inove e me surpreenda também (risos).

Teteu: A nova temporada do programa “Gugu”, vai estrear no próximo mês e dessa vez o programa vai ser exibido apenas às Quartas-feiras. Segundo informações, o semanal vai continuar focando no jornalismo, porém vai abrir mais espaço para o entretenimento. Jack, você acha correto que “Gugu” seja de responsabilidade do jornalismo da Record? E para você, qual seria o estilo de programa ideal para Augusto Liberato?

Jack: Não acho correto ele ser de responsabilidade do jornalismo da Record, está claro que o programa dele sempre foi mais de entretenimento.Gugu se daria bem com o Domingo Show, fazer programa para ajudar pessoas necessitadas sempre foi sua marca, até hoje lembram de quadros como “De Volta Para Minha Terra” e “Construindo Um Sonho”, Gugu deveria voltar a ter uma atração dominical.

Teteu: Sábado, sem dúvidas, é o pior dia da TV. As emissoras enchem a programação de enlatados e programas “sem graça”. Para você, o que precisa ser feito para melhorar a programação de Sábado da TV brasileira?

Jack: Precisa de programas leves como “O Melhor do Brasil”, como sábado é o dia de menor share, talvez por isso seja tão ignorado pelas emissoras.

Teteu: Qual a sua opinião em relação aos produtos mexicanos, que ocupam praticamente toda tarde e parte da noite da programação do SBT?

Jack: Particularmente não assisto, mas é um exagero uma das 3 maiores emissoras do país ter tantas produtos importados. O SBT só tem boa audiência ainda, porque os telespectadores já estão acostumados, porém nem tudo é eterno e acredito que uma hora o povo enjoe de tantas mexicanas em sequência e reprisadas exaustivamente. Torço para que um dia saia desse marasmo e passe a investir muito mais em produtos próprios.

Teteu: Qual a sua opinião sobre o tão polêmico “Kit Gay”, que seria distribuído em todas as escolas do Brasil?

Jack: É totalmente desnecessário, para respeitar os homossexuais não é preciso criar livros para explicar que tem homem que gosta de homem e mulher que gosta de mulher. É um assunto muito pessoal e delicado para ser discutido com crianças em escola, os pais que devem orientar seus filhos sobre isso.

Teteu: Você acredita que o mundo pode ser “igual para todos” no futuro?

Jack: Não, porque sempre haverá os acomodados e os ambiciosos no bom sentido, não é justo o esforçado ganhar o mesmo que o preguiçoso. Já nascemos com diferenças, crescemos com elas, vivemos e morremos sendo diferentes. No sentido de preconceito, pode chegar perto do nulo, mas sempre haverá alguma exceção para quebrar a regra, mesmo assim certamente seria um mundo muito mais próspero e feliz.

Teteu: Vamos ver agora CINCO frases ditas por artistas e personalidades e gostaria que você fizesse um comentário sobre cada uma, revelando a sua opinião.

Jack: Sem comentários, inacreditável como uma pessoa que sem seus papeis com falas prontas paga mico chegou a ser presidente do Brasil.

Jack: Baixaria sempre existiu mesmo, só que agora com a era da “liberdade de expressão”, o povo tem exagerado demais, ficando mais escancarado.

Jack: Exagerou muito, nenhum estilo de música compara-se a figura milenar e sábia de Jesus Cristo.

Jack: Essa frase define o autor, pode ter uma ou outra boa ideia, mas é extremista, egocêntrico e faz questão de tratar quem discorda dele com frieza e grosseria, portando-se como dono da verdade absoluta e inquestionável.

Jack: Apesar dela ser mesmo um pouco sensacionalista em seu programa, concordo com a frase. Gostou de um programa, ele é perfeito, maravilhoso, melhor de todos. Não gostou, é um programa baixo, de quinta, só tem baixaria. Hoje se vê muitas análises superficiais e parciais, poucos que raciocinam e dissertam a verdade com os prós e contras.

Teteu: Vamos falar agora de “Relações Duvidosas”, série que está fazendo bastante sucesso aqui no Recreio e que é escrita pelo Jack. Eu queria saber, de onde veio esse seu desejo em escrever histórias?

Jack: Sucesso é exagero (Risos). Voltando a pergunta, sempre tive vontade de escrever uma história para testar se tenho capacidade, mas tinha muito receio da opinião de quem lê-se. Até que no fim do ano passado, motivado pela série “Segredos da Ilha”, da Rosa, resolvi arriscar e passei a pôr no papel minhas ideias.

Teteu: Adianta pra gente um pouquinho dos próximos desdobramentos da série.

Jack: O reality ‘Survive In The Forest’ chega a sua reta final nesses dois últimos capítulos. O capítulo 7 intitulado “Morra agora ou seja finalista” terá o maior número de participantes eliminados, com direito a companheiro matando parceiro de dupla, só 3 sobreviverão e serão finalistas bem inesperados, onde um deles assumirá certo favoritismo. O capítulo 8 terá o desfecho da final com um dos finalistas sendo o vencedor, mas com reviravolta e deixo uma frase enigmática sobre o que acontecerá: O fim é o começo.

Teteu: Chegou a hora da galera comandar o “Se Liga”, interatividade total com o “Perguntas da Galera”. Vamos ver!

Jack: Bela pergunta, tenho mais dúvidas do que certezas, questiono tudo, mas acredito sim que há um Criador de todo esse mundo, então me considero Deísta. Tenho muito respeito pelo Cristianismo, fui batizado na Igreja Católica e admiro seus Santos, além da Bíblia obviamente, porém discordo de alguns termos pregados, portanto não sou Católico ativo.O mundo atualmente está bem diferente, cheio de tecnologias que nos aproximam e afastam, ajudam e dificultam, temos que saber lidar com tudo que aconteceu e ainda ocorre em nossa volta.

Jack: Me inspiro nos mistérios e suspenses que já li e vi, curto bastante esse gênero de história e assim decidi que minha primeira web-série seria de mistério/suspense, pretendo ver até onde chega minha imaginação para criar situações sem solução aparente.

Jack: Tinha que ser essa praga para fazer uma pergunta inútil dessa (leve na esportiva).

Teteu: Mano, o Santos é um beubo, você já deveria ter se acostumado com esse inútil (Risos/Zoeira).

Jack: (Risos) Respondendo… Não gosto do sigo de volta, me sinto meio “obrigado” a seguir quem pede, esse é um dos motivos de não ter Twitter. Sobre quem pede não tenho muito o que dizer, cada um faz o que quer.

Jack: Gosto da união presente no Recreio, sinto todos cooperando e se ajudando, é muito prazeroso estar num ambiente tão bom assim. Não sou muito fã da plataforma wix (risos), por ser pesada e as vezes bugar, mas já estou me acostumando e nem tudo é ruim, o layout é bonito e os posts tem configurações fáceis. Com o tempo vou me aperfeiçoando no wix, pois a prática leva a perfeição.

Jack: Com certeza (risos). Com Cebolinha ganhava mais likes, quase todo comentário normal era “lacre”, o pessoal ficava com muito “cuti cuti”, era mais adorado por aproveitar-se do carisma e da aparência engraçada do personagem de Maurício de Sousa. Jack também tem seus amigos, mas conquistados com muito mais “suor” e é até melhor assim, tudo que vem fácil tende a ir embora mais fácil ainda.

Teteu: Jack, quero agradecer a você pela sua presença aqui no “Se Liga”, desejo muito sucesso em 2016, que Deus esteja sempre ao seu lado. Valeu!!!

Jack: Agradeço ao Teteu pela ótima entrevista que preparou para mim, obrigado ao pessoal que enviou suas perguntas, foram bem variadas e complementaram tudo que já havia sido perguntado. Fiquei muito feliz com o convite e sou grato a todos que tiveram paciência e leram, felicidades para todos vocês!

Teteu: Obrigado galera, falou!

Relacionado