São Paulo reabrirá bares, restaurantes e salões de cabeleireiro

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou na sexta-feira um plano para reabrir bares, restaurantes, barbearias e salões de beleza na cidade no dia 6 de julho.

A Prefeitura continuará a impor restrições sociais de distância e capacidade, enquanto São Paulo se prepara para entrar na chamada “fase amarela” de seu programa de reabertura, que inclui diretrizes mais flexíveis.

O anúncio foi feito depois que o governador do estado, João Doria, aprovou a retomada dos serviços pessoais na maior cidade do Brasil. A recomendação do Centro de Emergência de São Paulo é esperar pelo menos uma semana para que a cidade consolide seu “status” da fase amarela com um declínio contínuo nos casos e mortes recentemente confirmados.

Dados recentes sugerem que a grande região de São Paulo está reduzindo lentamente o número de 19 casos críticos da Covid. Segundo o ministro da saúde de São Paulo, as internações são reduzidas em 6% em relação à semana anterior. No entanto, na quinta-feira (9.765), São Paulo ainda registrou o segundo maior número de casos confirmados diariamente, o que indica uma curva de infecção cada vez maior.

São Paulo reabrirá bares, restaurantes e salões de cabeleireiroSão Paulo reabrirá bares, restaurantes e salões de cabeleireiro

Mover para o país

Conforme relatado anteriormente por O relatório brasileiro, O estado de São Paulo – o estado mais afetado do Brasil em Covid-19 – estabeleceu novos recordes para casos confirmados e mortes em um período de 24 horas no início desta semana. No entanto, a expansão parece estar mudando lentamente de áreas fortemente urbanizadas para cidades menores do interior – uma tendência que está sendo seguida em todo o país.

À medida que São Paulo se aproxima lentamente da reabertura total, o governador Doria ampliou as diretrizes mais rígidas de isolamento – que só permitem serviços essenciais – para cinco novas regiões do estado, indicando as crescentes preocupações do governador com a taxa acelerada de propagação do vírus no interior.