São Paulo adia decisão de voltar ao ensino presencial

A cidade de São Paulo adiou a decisão de voltar às aulas presenciais no dia 3 de novembro. O prefeito Bruno Covas gostaria de aguardar o resultado de um censo epidemiológico na cidade, que dará uma ideia melhor sobre a evolução da pandemia em São Paulo.

A previsão é de que o resultado da pesquisa seja publicado no dia 22 de outubro – e só então a prefeitura local decidirá quando as escolas municipais devem voltar ao ensino presencial. No entanto, a partir da próxima semana, 15 escolas poderão realizar atividades extracurriculares em suas instalações.

Na semana passada, as autoridades estaduais colocaram a região metropolitana de São Paulo na penúltima fase de seu plano de reabertura. Se não houver aumento na região em 14 dias, as escolas podem realizar cursos presenciais com capacidade de 70%.

De acordo com um estudo sorológico com crianças na cidade de São Paulo, cerca de 17,6% dos alunos de escolas municipais desenvolveram anticorpos contra Covid-19 – em comparação com 12,6% dos alunos de escolas particulares.

São Paulo adia decisão de voltar ao ensino presencial
São Paulo adia decisão de voltar ao ensino presencial
Apoie este relatório →
Apoie este relatório →