Previsões do PIB brasileiro foram cortadas pela 17ª semana consecutiva

As instituições financeiras ouvidas pelo banco central como parte de seu relatório semanal de foco esperam que o PIB brasileiro caia 6,48% em 2020. As perspectivas para 2021 pressupõem uma leve recuperação de 3,5%. O declínio foi liderado pelas perspectivas do setor, já que o setor deve cair 5,35%, ante 3,59% na semana anterior.

O índice IPCA – a referência para a inflação ao consumidor no Brasil – deve chegar a 1,53% no final de 2020 e, segundo a pesquisa, aumentará para 3,1% em 2021. No entanto, ambas as estimativas estão bem abaixo das metas de 4% e 3,25% para 2020 e 2021, respectivamente. Dada a inflação bem controlada, os economistas esperam que a taxa básica brasileira termine o ano em apenas 2,25% antes de terminar em 2021 3,5 por cento aumenta.


Apoie este relatório →Apoie este relatório →