“Previsão de PIB” do banco central desacelera em agosto

O índice IBC-Br do banco central brasileiro – visto como uma prévia do PIB do país – subiu 1,06 por cento em agosto, abaixo das projeções do mercado de 1,7 por cento e 2,15 por cento de crescimento em julho . Ainda assim, é o quarto mês consecutivo de recuperação.

Desde janeiro, o IBC Br caiu 3,92%, enquanto o consenso do mercado esperava uma queda de 4,10%. O índice caiu 5,44% desde o início do ano, pior do que a queda de 4,7% na atividade econômica esperada pelo Ministério da Economia.

Apoie este relatório →
Apoie este relatório →