Polícia Federal investiga fraude na compra de máscaras no Tocantins

Na manhã de hoje, a polícia federal lançou a Operação Personale para investigar suspeitos que cobraram demais pelos contratos de compra de máscaras pelo governo do estado do Tocantins. Os policiais realizaram mandados de busca e convocaram os fornecedores e a Secretaria Estadual de Saúde.

Segundo o site de notícias G1, o Departamento de Saúde do Tocantins comprou 12.000 máscaras por BRL 420.000 a um preço unitário de BRL 35. Contratos similares mostram a compra de máscaras a preços unitários entre BRL 1,93 e BRL 3,64.

O Tocantins não é o único estado a ser investigado por alegações de corrupção relacionadas ao Covid-19. Atualmente, investigações semelhantes estão em andamento em Pernambuco, no distrito federal, em Santa Catarina, no Amapá e no Rio de Janeiro, onde o governador Wilson Witzel também está sob investigação.

Apoie este relatório →Apoie este relatório →

Polícia Federal investiga fraude na compra de máscaras no Tocantins
Polícia Federal investiga fraude na compra de máscaras no Tocantins