Olimpíadas: Melhores cerimônias de abertura

Nos Jogos Olímpicos, as cerimônias comemoram a abertura e o encerramento de uma celebração específica dos Jogos Olímpicos, e a atribuição de medalhas.

Alguns dos vários elementos das cerimônias voltam a ecoar os Jogos da Grécia Antiga a partir do qual as Olimpíadas modernas chamam a sua ascendência. Um exemplo disso é o destaque da Grécia, em ambos a abertura e encerramento. Durante os Jogos de 2004, os vencedores da medalha recebido uma coroa de ramos de oliveira, que era uma referência direta aos Jogos antigas, nas quais o prêmio do vencedor era uma coroa de ramos de oliveira. Os vários elementos das Cerimônias são mandatários pela Carta Olímpica e não podem ser alterados pelo país anfitrião. Mesmo a parte artística da abertura e encerramento devem satisfazer a aprovação do Comitê Olímpico Internacional.

As cerimônias têm evoluído ao longo dos séculos. O Jogos Olímpicos da Antiguidade incorporaram cerimônias que marcam o início e o fim de cada edição dos Jogos sucessivas. Há semelhanças e diferenças entre ambas cerimônias dos antigos Jogos Olímpicos e seus modernos. Embora a apresentação dos Jogos evoluiu com melhorias na tecnologia e no desejo das nações de acolhimento para mostrar sua própria expressão artística, os eventos básicos de cada cerimônia tem permanecido inalterados. A apresentação das Cerimônias de Abertura e de Encerramento continuam a aumentar o âmbito, a dimensão e os custos com cada celebração sucessiva dos Jogos, mas eles ainda estão mergulhados na tradição.

Berlim/1936

Olimpíadas: Melhores cerimônias de abertura
Olimpíadas: Melhores cerimônias de abertura

Os Jogos Olímpicos de Berlim marcaram o início da Era Moderna do evento. A Cerimônia de Abertura aconteceu no dia 01 de agosto, no Estádio Olímpico de Berlim. A Cerimônia, conduzida por Adolf Hitler, foi marcante em especial pelo caráter político que os Jogos adotaram naquele ano, já que o Führer desejava mostrar ao mundo a força da Alemanha nazista. Foi a primeira vez que o revezamento da Tocha foi realizado nos Jogos Modernos. Apesar de a Alemanha ter liderado o quadro de medalhas, os planos de liderança ariana de Hitler foram atrapalhados pela equipe de atletismo dos Estados Unidos, composta por atletas negros, que, liderada por Jesse Owens, conquistou a maioria das medalhas da modalidade.

Moscou / 1980

Poucas vezes um evento esportivo teve tanta repercussão política quanto os Jogos da XXII Olimpíada ou os Jogos Olímpicos de 1980 em Moscou, na União Soviética, os primeiros da história a serem realizados em um país comunista. Impecavelmente ensaiada para se tornar um espetáculo memorável, a Cerimônia de Abertura surpreendeu não só pela emoção e pelo Estádio Olímpico lotado, mas pela presença de apenas 80 países dos 141 inscritos, um número extremamente baixo, só comparável ao dos Jogos de Melbourne, na Austrália, em 1956. Das 67 ausências, uma se destacava: os Estados Unidos, líder de um boicote sem precedentes orquestrado pelo presidente norte-americano Jimmy Carter, com o objetivo de protestar contra a invasão do Afeganistão pela URSS, país sede, em 1979. A Guerra Fria – o conflito entre as duas maiores superpotências mundiais – chegava oficialmente ao cenário esportivo.

Enquanto os Estados Unidos proibiram seus atletas de participar dos Jogos de Moscou – chegando a ameaçá-los com o cancelamento de passaportes caso desafiassem as ordens governamentais, outras nações que apoiaram o boicote, como a Austrália e a Inglaterra, permitiram que seus atletas optassem por competir ou não.

https://www.youtube.com/watch?v=CxZCcEXYzpQ

Los Angeles/1984

A imagem do futuro: um homem sobrevoa o estádio em Los Angeles, como um astronauta. Os Jogos sem os países socialistas afirmaram os Estados Unidos como potência logo na abertura. Uma festa grandiosa e futurista, em ano emblemático (Viva George Orwell!).

Barcelona/1992

Como não lembrar da abertura dos Jogos na bela Barcelona? No vídeo antes do cerimonial, a canção “Barcelona”, com a cantora lírica Montserrat Caballé e o eterno Freddie Mercury, que havia falecido em novembro de 1991. O gran finale é inesquecível: a flecha com fogo do arqueiro Antonio Rebollo percorre todo o estádio Olímpico e “acende” a pira olímpica. Depois, descobriu-se que Rebollo errou o alvo. Sem trocadilhos, nada apaga o brilho da festa na Catalunha.

Atenas/2004

Com 12 anos de atraso, o primeiro palco das Olimpíadas modernas recebeu novamente a festa do esporte. A cerimônia de abertura foi simples, mas bonita e com muito simbolismo. Toda a história grega foi contada. Destaque para o garoto no espelho d’água, dentro de um barco de papel, trazendo uma bandeira da Grécia.

Pequim/2008

Uma festa grandiosa, com destaque para centenas de tambores tocando, em um espetáculo de luzes nunca visto em uma abertura olímpica. A festa, que ocorreu no Estádio Nacional de Pequim, chamado “Ninho de Pássaro”, custou cerca de 100 milhões de dólares e foi assistida por quatro bilhões de pessoas em todo o mundo. Antes da cerimônia propriamente dita, houve um “pré-show” com artistas de 28 grupos do país. O espetáculo principal foi dividido em quatro partes: a Cerimônia de Boas-Vindas, que contou com dois mil e oito percussionistas; a Parte Artística, com apresentações relacionadas a pintura, escrita e música, exaltando a civilização chinesa; o Desfile das Delegações e, por fim, os discursos oficiais e o protocolo de abertura. Os chineses mostraram a força do país ao mundo. Pela primeira vez, ficaram no topo do quadro de medalhas, à frente dos Estados Unidos. Um espelho da mudança geopolítica e econômica no mundo.

Londres/2012

A Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de 2012 se deu no dia 27 de julho, no Estádio Olímpico de Londres. A apresentação mostrou, dentre outras coisas, as mudanças trazidas pela Revolução Industrial e pela internet. Diversos artistas britânicos, como J. K. Rowling, Rowan Atkinson e Daniel Craig, que, no papel de 007, teve a missão de escoltar a Rainha Elizabeth, fizeram parte da cerimônia. O cantor Paul McCartney encerrou o evento com o clássico Hey Jude. A cerimônia, com audiência estimada em milhões, foi destaque na imprensa mundial e recebeu vários prêmios, sendo, inclusive, indicada inclusive ao Emmy Awards.

Na sua opinião, quais foram as melhores cerimônias de abertura das Olimpíadas?

A Abertura da Olimpíada Rio 2016, será melhor que a Abertura da Copa?

Relacionado