O Ministério da Saúde redesenhou o portal Covid-19 e oculta dados importantes

Depois que dezenas de oficiais militares começaram a assumir posições críticas no Ministério da Saúde, o departamento mudou o design de sua plataforma Covid-19. Desde a noite de sexta-feira, o ministério destacou apenas três datas: mortes diárias, novos casos e recuperações. O novo formato continua a mostrar o total em todo o país, mas não fornece mais informações detalhadas por estado e não desenvolve mais tendências.

O governo também publica dados após o término das notícias. O presidente Jair Bolsonaro disse ontem que o Jornal Nacional, o principal programa de notícias do Brasil, “não tem mais problemas para discutir”.

O portal Covid-19 foi desativado na sexta-feira e informou uma mensagem de que está “em manutenção” e que não há dados disponíveis. O portal de transparência do governo, conhecido ontem por divulgar informações pessoais de quase 54 milhões de brasileiros, também ficou fora do ar por parte da noite.

O governo brasileiro planeja reescrever a história

Um bilionário religioso apaixonado que recentemente se tornou secretário do Departamento de Saúde de Ciência, Tecnologia e Recursos Estratégicos, Carlos Wizard disse a repórteres que iria pedir que todos os 19 números da Covid no Brasil fossem recontados. Wizard acredita que os números atuais são “fantásticos ou manipulados” e acrescenta que os governos locais estão mentindo sobre a situação real para aumentar seus orçamentos.

O Ministério da Saúde redesenhou o portal Covid-19 e oculta dados importantesO Ministério da Saúde redesenhou o portal Covid-19 e oculta dados importantes

O Brasil tem sido visto em todo o mundo como uma resposta falha à pandemia. Misturar negação, falta de transparência e uma propensão a remédios “milagrosos”, mas não comprovados, para o Covid-19. Sem mencionar os vários escândalos de corrupção em que hospitais de campo foram construídos em muitos estados. Até o presidente dos EUA, Donald Trump, apontou as deficiências do Brasil.