O Brasil não pode controlar a transmissão Covid-19

A taxa de transmissão (chamada Rt) da Covid-19 no Brasil voltou a subir, apenas uma semana depois de atingir seu nível mais baixo desde abril, dois meses após a pandemia atingir o Brasil. Uma nova pesquisa do Imperial College London mostra que na semana 36 da pandemia, o Rt aumentou e voltou aos níveis de uma doença “não controlada” ou “ativa”.

Isso significa que toda pessoa infectada transmitirá o vírus para pelo menos 1 (uma) pessoa.

Em seu relatório anterior, a ICL mostrou que o Brasil conseguiu atingir a taxa de 0,94, mas não durou mais de uma semana. Em agosto, o Brasil tinha 16 semanas consecutivas com uma taxa de transmissão superior a 1, tornando-se o país da América Latina com o período mais longo de valores> 1 Rt.

Atualmente, Paraguai (1,20) e Argentina (1,17) apresentam as piores taxas, embora essas duas nações vizinhas tenham apresentado melhor desempenho geral nos números geral e proporcional de coronavírus em comparação com o Brasil.

O Brasil não pode controlar a transmissão Covid-19
O Brasil não pode controlar a transmissão Covid-19
Apoie este relatório →Apoie este relatório →