Não sabe o que dizer, escreva então!

Quando refletirmos sobre a comunicação escrita, logo pensamos no uso da Palavra, com a qual podemos estruturar nossos pensamentos e perpetuá-los no papel, pois muita coisa é apagada pelo tempo, mas não a palavra escrita.

Desde o inicio o homem procurava formas de se comunicar. E a escrita o proporcionou uma grande linha de comunicação. Com o passar dos séculos, a escrita passou a ter outro papel importante na sociedade. O de registrar fatos. Sejam eles históricos reais ou fictícios. Através da evolução da escrita tivemos as cartas, documentos, livros e entre outros contendo várias informações, seja elas de grande importância ou não.

Não sabe o que dizer, escreva então!Não sabe o que dizer, escreva então!

Mas o que fazer quando ocorre um acumulo enorme de informações? Não sei se vocês lembram, mas na primeira postagem da coluna “Coisas a Serem Ditas” comentei que aqui será um lugar cheio de palavras.

Porém, o que acontece com um recipiente que apenas colocamos água? Tenho certeza que uma hora esse recipiente estará transbordando de água, já que ele tem certo limite.

A mesma coisa acontece com alguém que ler vários livros, sabe de todas as noticias de uma revista, acompanha vários blogs e site, mas só fica nisso.

E o que fazer então com toda essa informação?

– ESCREVA!

E sabe por que disse Escreva? Em um período onde as pessoas estão procurando satisfazer apenas o seu ego. Em um período onde as pessoas andam mais se afastando do que se aproximando. Em um período onde alguém não pode ser alguém diferente de mim ou ter um pensamento diferente que eu acabo tratando essa pessoa com diferença e com preconceito. Acabamos sem ter pessoas para conversamos por perto, pois cada um está dentro do seu “mundinho”.

Então, será na escrita que você se permitirá colocar tudo que está guardado aí dentro de você para fora.
É onde podemos colocar o que sentimos, é onde podemos expressar nossas opiniões, é onde podemos exercitar nossa criatividade. É uma ferramenta incrível para os tímidos, para os que têm medo de sair da sua zona de conforto, para aqueles que tentam esconder seus sentimentos, para os que se sentem vazios, para os que muitas vezes não sabe o que dizer em público. Para os cansados, os que estão tristes, para os que foram maltratados.

Para os que só recebem críticas, para os feios ou bonitos. Talentosos ou sem talentos. Serve também para os que estão felizes, que são criativos, sempre tem muitas ideias.

Não deixe que os sentimentos fiquem apenas dentro de você, a liberdade que se tem ao escrever é fantástica.

Não precisa ser textos grandes, poesias com diversos versos ou textos com palavras difíceis,

mas que seja verdadeiro e seu.

Ferramentas não te faltam já que tem o papel e a caneta, o bloco de notas do seu smartphone e seu editor de texto.

Então o que está esperando?

ESCREVAAAA!!!

Desafio da Sara:

Obrigada por sua presença aqui, fico muito grata!

Mas que tal colocarmos em prática tudo aquilo que foi dito no texto, através de um desafio? Como?

O desafio será o seguinte: Colocar uma frase de autoria sua, de preferência escrita no papel com a sua letra. Não se importe se a letra é caprichosa ou feia. Nem um texto longo. Apenas coloque a foto nos comentários com a sua frase. Eu já fiz a minha, agora só falta VOCÊ!