Mais de um quinto dos setores poderia sair do mercado em um mês

Cerca de 22% das indústrias brasileiras deixarão de operar nos próximos 30 dias, 45% poderão fazê-lo dentro de três meses, disse a associação nacional brasileira. Três quartos da indústria brasileira são severamente afetados pela crise do coronavírus. 82% registraram um declínio nos lucros. Quase metade deles viu seu lucro cair mais de 50%.

Quase 86% dos proprietários de empresas acreditam que o setor industrial terá um impacto negativo geral em 2020.

Mesmo as empresas que tiveram um aumento nos lucros não têm certeza do seu futuro. A pesquisa constatou que apenas 26% deles acreditavam poder continuar suas atividades por mais de um ano. Outros 23% acreditam que ficarão sem negócios em seis meses a um ano.

Força de trabalho

Em termos de empregos, dois terços das empresas optaram por não demitir seus funcionários. No entanto, segundo o governo federal, quase 8 milhões de contratos individuais para reduzir salários e horas de trabalho foram assinados desde o início da pandemia. Quase 80% das empresas que confiaram em demissões veem isso como uma medida temporária.

Mais de um quinto dos setores poderia sair do mercado em um mêsMais de um quinto dos setores poderia sair do mercado em um mês

Em fevereiro, O relatório brasileiro O Boletim Diário do Brasil explicou como, mesmo antes da pandemia, as expectativas do setor industrial em 2020 desencadearam uma onda de “pessimismo precoce” no país.

Apoie este relatório →Apoie este relatório →