Governo de São Paulo pede bilionário para dobrar produção de vacinas

A vacina coronavac foi fabricada pelo Instituto Biológico Butantan de São Paulo em colaboração com a empresa chinesa Sinovac e é uma das muitas vacinas possíveis contra o coronavírus testadas no Brasil. O acordo original com a Sinovac era produzir 60 milhões de latas até o final do primeiro trimestre de 2021. No entanto, o governo do estado de São Paulo solicitou financiamento de R $ 1,9 bilhão (US $ 340 milhões) ao Ministério da Saúde para dobrar a produção governamental planejada no final do próximo ano.


Os estudos de fase 3 com a vacina começaram no dia 11 de junho em São Paulo. A previsão é testar o soro em 9.000 voluntários de todo o Brasil. As respostas de anticorpos desses estudos foram positivas.

Em nível nacional, o presidente Jair Bolsonaro rejeitou a iniciativa do Coronavac porque teme que seu sucesso possa se somar ao governador de São Paulo, João Doria – um de seus principais rivais políticos.

Governo de São Paulo pede bilionário para dobrar produção de vacinas
Governo de São Paulo pede bilionário para dobrar produção de vacinas
Apoie este relatório →Apoie este relatório →