Epicentro do coronavírus do Equador se muda de Guayaquil para Quito

Guayaquil, no Equador, foi a primeira cidade da América Latina a ser completamente destruída pela pandemia de Covid 19. Imagens de cadáveres nas ruas da cidade equatoriana chocaram o mundo em março e abril, quando o sistema público de saúde entrou em colapso.

O número de casos no país aumentou para mais de 80.000 e as mortes confirmadas chegaram a 5.507 – com mais 3.412 mortes suspeitas. Mas Guayaquil não é mais o epicentro do surto no Equador. Este título inglório agora pertence à capital e maior cidade do país – Quito.

O Equador tem 17,5 milhões de habitantes, 2,8 milhões dos quais vivem em Quito e 2,7 milhões em Guayaquil. A capital registrou 159 incidentes de notícias no sábado, 25 de junho, enquanto a segunda maior cidade do país registrou apenas 18 novas infecções. O número de infecções em Quito quase dobrou desde 30 de junho.


Apoie este relatório →Apoie este relatório →

Epicentro do coronavírus do Equador se muda de Guayaquil para Quito
Epicentro do coronavírus do Equador se muda de Guayaquil para Quito