Corte das Samambaias – Recreio

Século 17 (1604)

Uma grande confusão era possível se ouvir de longe, bem ao meio da Mata Atlântica.

Figueira gesticulava nervoso de um lado: – Isso passou de todos os limites! Devemos invocar a Mãe Natureza urgente!

Corte das Samambaias – RecreioCorte das Samambaias – Recreio

Pau Brasil rebatia: – Não vamos nos precipitar, calma!

Jequitibá Rosa gritando: – Ordem, Ordem! E assim tinha início a 9ª Corte das Samambaias.

Não muito longe dali também estava reunido um grupo de pessoas, que decidiriam a área a qual derrubariam as árvores. Diferente da confusão da Corte das Samambaias, ali a solução foi rápida e unânime, LIMPA TUDO!

Voltando a corte das Samambaias, a discussão continuava…

Figueira ficara ainda mais nervoso, após a Arara Azul trazer a informação de que os humanos haviam optado pelo extermínio total da Mata. As Orquídeas se apavoraram, Pau Brasil soltou um suspiro e se calou, até que Jequitibá Rosa tomou a decisão: – Senhores, senhoras, sabemos que os humanos possuem muitas armas potentes e letais contra nós, e já perdemos milhares de amigos tanto animais como vegetais. É muito provável que não sobreviveremos a esse ataque, porém deixaremos um legado que viverá por séculos. Vamos invocar a Mãe Natureza!

Uma semana após a reunião da 9ª Corte das Samambaias , a Mata já estava totalmente destruída e transformada em pasto. O que não sabia os humanos, é que a Mãe Natureza havia sido invocada, e já estava observando cada passo do homem.

Século 19 (1904)

Reunidos em uma pequena área de preservação ambiental, tinha início a 119ª Corte das Samambaias com o subtítulo “Sobreviventes”.

Ipê Roxo, Farinha Seca e um ancião de Pau Brasil eram os responsáveis pela Corte.

Ipê Roxo abriu a Corte anunciando que essa seria a 100ª Corte após a invocação da Mãe Natureza, e a partir desta seria dado o verídico final.

Após muita discussão Farinha Seca anuncia: – A Mãe Natureza esteve durante 300 anos observando os humanos e após lhes ceder inúmeras oportunidades de mudarem suas atitudes, tudo foi em vão e assim resolveu AGIR.

Ancião de Pau Brasil grita: – Invoquem os tornados, invoquem os terremotos, invoquem as tempestades, invoquem o El Nino!!

Século 21 (dias atuais)

Resultado parcial da guerra entre humanos e Natureza

85,5% da Mata Atlântica foram destruídas. (é a mais devastada do mundo.)

2 milhões de árvores, só de Pau Brasil arrancadas

627 espécies de animais ameaçados de extinção

276 espécies de vegetais ameaçados de extinção

Terremoto de Caxemira 2005 – 75 mil mortos

Terremoto Haiti 2010 – 200 mil mortos

Tsunami na indonésia 2004 – 220 mil mortos

Aquecimento global, onda de calor em 2015 matou 1200 pessoas no Paquistão

Temperatura global aumenta 1º em 2015 comparado ao ano anterior

O texto cita apenas a Mata Atlântica, se forem citados todas as florestas, é notável que os humanos estejam vencendo a guerra de lavada.

Recentemente a Unilever lançou uma propaganda, em que uma árvore se muda da floresta pra cidade por achar que estaria mais protegida. Apesar de sabermos que estas mesmas empresas são as grandes responsáveis pela destruição da natureza, a propaganda nos faz refletir.

O homem pode estar vencendo agora, mas e em longo prazo? Quem vencerá essa guerra?

_______________________________________________

Esta foi mais uma edição da Coluna Social, com o texto enviado pelo leitor Abobrinha. Você também pode participar enviando sua crítica, opinião ou sugestões pelo e-mail: siterecreio@gmail.com. Respeitamos as opiniões, críticas sobre qualquer emissora ou assunto, gerando assim um debate saudável e trocas de ideias.

Obrigada Abobrinha pela participação e apoio! Excelente Texto!

Gracias!🌹