Confira os audiências consolidadas desta quinta-feira (02/02)

No início de suas atividades, era apenas uma extensão da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) para os campi da região norte – Alegrete, Uruguaiana, São Gabriel, Itaqui e São Borja – e da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) para os campi da região sul – Santana do Livramento, Dom Pedrito, Bagé, Jaguarão e Caçapava do Sul. Os cursos oferecidos na Unipampa a partir da sua criação em 2006 até o ano de 2008, possuíam as mesmas matrizes curriculares da UFSM e UFPel, de acordo com cada campus. Após a promulgação de sua independência, foi estabelecido um novo currículo para cada curso.

A Universidade Federal do Pampa foi criada, ou tornada independente visto que já se encontrava em atividade, pela Lei 11.640 de 11 de janeiro de 2008, como “Fundação Universidade Federal do Pampa”, de natureza pública, com sede e foro na cidade de Bagé, no Estado do Rio Grande do Sul. É dotada de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, observada a Legislação vigente e o presente Estatuto, bem como o Regimento Geral e os regimentos dos órgãos que compõem a estrutura institucional e as resoluções de seus órgãos colegiados.

A Unipampa é uma instituição federal de educação superior multicampi, com os campi localizados em Alegrete, Bagé, Caçapava do Sul, Dom Pedrito, Itaqui, Jaguarão, Santana do Livramento, São Borja, São Gabriel e Uruguaiana. Por se tratar de uma única universidade, embora estruturada em vários espaços, não há, a rigor, uma ordem de importância para qualquer um dos campi.

O primeiro Concurso Vestibular da Unipampa ocorreu nos dias 17 e 18 de junho de 2006. O início das aulas ocorreu em 16 de outubro de 2006. O ingresso na UNIPAMPA a partir de 2010 passou a ser exclusivamente através do Sisu. Para celebrar as primeiras formaturas da Universidade, um selo comemorativo foi confeccionado pelos Correios e distribuído com os convites.

Confira os audiências consolidadas desta quinta-feira (02/02)Confira os audiências consolidadas desta quinta-feira (02/02)

Atualmente conta com 12 mil alunos distribuídos entre seus dez campi, sendo alunos de graduação e pós-graduação (mestrado, doutorado e especialização).

A Unipampa ofereceu 2.725 vagas em 2011 por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com base no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e em ações afirmativas de inclusão social. Com o crescimento gradual do número de cursos e vagas, em 2015 a Unipampa ofereceu 3.120 vagas em 61 cursos, na primeira edição do Sisu. Em 2016, foram ofertadas pelo Sisu 3.180 vagas em 64 cursos de graduação. Com a aprovação do curso de Direito para o campus Santana do Livramento, mais 50 vagas foram oferecidas na segunda edição do Sisu em 2015. A universidade trabalha para oferecer uma extensão do curso de Direito no Campus São Borja, futuramente. Em 2016, a criação do curso de Medicina em Uruguaiana acrescentou 80 vagas para ingresso na graduação. A criação do curso havia sido confirmada em 2015.No início de suas atividades, era apenas uma extensão da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) para os campi da região norte – Alegrete, Uruguaiana, São Gabriel, Itaqui e São Borja – e da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) para os campi da região sul – Santana do Livramento, Dom Pedrito, Bagé, Jaguarão e Caçapava do Sul. Os cursos oferecidos na Unipampa a partir da sua criação em 2006 até o ano de 2008, possuíam as mesmas matrizes curriculares da UFSM e UFPel, de acordo com cada campus. Após a promulgação de sua independência, foi estabelecido um novo currículo para cada curso.

A Universidade Federal do Pampa foi criada, ou tornada independente visto que já se encontrava em atividade, pela Lei 11.640 de 11 de janeiro de 2008, como “Fundação Universidade Federal do Pampa”, de natureza pública, com sede e foro na cidade de Bagé, no Estado do Rio Grande do Sul. É dotada de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, observada a Legislação vigente e o presente Estatuto, bem como o Regimento Geral e os regimentos dos órgãos que compõem a estrutura institucional e as resoluções de seus órgãos colegiados.

A Unipampa é uma instituição federal de educação superior multicampi, com os campi localizados em Alegrete, Bagé, Caçapava do Sul, Dom Pedrito, Itaqui, Jaguarão, Santana do Livramento, São Borja, São Gabriel e Uruguaiana. Por se tratar de uma única universidade, embora estruturada em vários espaços, não há, a rigor, uma ordem de importância para qualquer um dos campi.

O primeiro Concurso Vestibular da Unipampa ocorreu nos dias 17 e 18 de junho de 2006. O início das aulas ocorreu em 16 de outubro de 2006. O ingresso na UNIPAMPA a partir de 2010 passou a ser exclusivamente através do Sisu. Para celebrar as primeiras formaturas da Universidade, um selo comemorativo foi confeccionado pelos Correios e distribuído com os convites.

Atualmente conta com 12 mil alunos distribuídos entre seus dez campi, sendo alunos de graduação e pós-graduação (mestrado, doutorado e especialização).

A Unipampa ofereceu 2.725 vagas em 2011 por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com base no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e em ações afirmativas de inclusão social. Com o crescimento gradual do número de cursos e vagas, em 2015 a Unipampa ofereceu 3.120 vagas em 61 cursos, na primeira edição do Sisu. Em 2016, foram ofertadas pelo Sisu 3.180 vagas em 64 cursos de graduação. Com a aprovação do curso de Direito para o campus Santana do Livramento, mais 50 vagas foram oferecidas na segunda edição do Sisu em 2015. A universidade trabalha para oferecer uma extensão do curso de Direito no Campus São Borja, futuramente. Em 2016, a criação do curso de Medicina em Uruguaiana acrescentou 80 vagas para ingresso na graduação. A criação do curso havia sido confirmada em 2015.