Brasil recebe o primeiro repositório de dados Covid 19

A Universidade de São Paulo e a Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapesp) de São Paulo acabam de anunciar o primeiro arquivo de dados do Brasil para dados demográficos e testes laboratoriais anônimos para pacientes com Covid-19, a fim de fornecer informações valiosas aos pesquisadores que estudam a doença.

A iniciativa – chamada Covid-19 Data Sharing / BR – inclui dados de 75.000 pacientes, 6.500 resultados de saúde e mais de 1,6 milhão de exames clínicos e laboratoriais coletados desde novembro de 2019. Embora o primeiro caso confirmado de Covid-19 tenha sido registrado no Brasil no Brasil, segundo a Fapesp, os prontuários dos pacientes serão examinados em fevereiro e os sintomas do Covid-19 devem ser procurados antes do início da pandemia oficial no país.

Primeiro, dados como sexo, data de nascimento, local de residência do paciente e resultados de exames clínicos e laboratoriais, além de informações sobre internações, recuperação e óbito são armazenados no repositório, se disponível. Na segunda fase, serão publicadas imagens de exames como raio-X ou tomografia computadorizada.

O repositório está atualmente sendo testado e será relatado pelos cientistas até 24 de junho. Ele estará disponível gratuitamente a partir de 1º de julho. Instalações médicas, como a cadeia de laboratórios Fleury e os principais hospitais de São Paulo, Sírio Libanês e Albert Einstein, forneceram os primeiros dados e os dados continuarão a fornecer a plataforma.

Brasil recebe o primeiro repositório de dados Covid 19Brasil recebe o primeiro repositório de dados Covid 19
Apoie este relatório →Apoie este relatório →