Ao contrário das tendências do varejo, a receita de comércio eletrônico dobrou no “Dia do Namorado”.

As vendas de comércio eletrônico no Dia dos Namorados deste ano (12 de junho) – a versão brasileira do Dia dos Namorados – aumentaram 115,8% este ano, para R $ 6,45 bilhões. Este é o resultado de estudos da consultoria Compre & Confie, do mercado de varejo.

Os dados trazem algum alívio para as perspectivas sombrias de vendas físicas em um dos dias mais importantes do calendário do varejo. Embora as compras on-line tenham aumentado durante o isolamento social – o que os especialistas vêem como uma tendência irreversível no Brasil – o impacto geral do Covid-19 na economia permanece sério.

As vendas no varejo em abril, o primeiro mês completo de isolamento social, caíram 16,8% em relação a março. Este é o pior desempenho existente. Isso vem dos dados mais recentes do IBGE, publicados em 16 de junho.

Apoie este relatório →Apoie este relatório →

Ao contrário das tendências do varejo, a receita de comércio eletrônico dobrou no “Dia do Namorado”.
Ao contrário das tendências do varejo, a receita de comércio eletrônico dobrou no “Dia do Namorado”.