Ampliação da fábrica de vacinas em São Paulo está prevista para começar em novembro

A ampliação da fábrica de vacinas Covid-19 do Instituto Biológico do Butantan está dentro do cronograma: as obras serão iniciadas em novembro, disse o governador de São Paulo, João Doria, nesta segunda-feira. Doria afirmou ainda que o projeto vai custar cerca de R $ 160 milhões, dos quais R $ 97 milhões (mais de 60%) já foram captados em parceria estadual com a iniciativa privada. No entanto, o investimento não será utilizado para a criação de um novo centro de pesquisa, mas para dotar de uma estrutura nova e moderna o instituto existente, que faz parte da Universidade de São Paulo (USP).

A corrida por uma vacina

A vacina CoronaVac, desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac Biotech, tem entrega prevista para o segundo semestre de 2021. A nova estrutura prevista no Instituto Butantane pode produzir até 100 milhões de doses do medicamento por ano, incluindo outros tipos de vacinas para outras futuras campanhas médicas.

O diretor do instituto, Dimas Covas, disse que a obra deve estar concluída até o final de 2021 para que o local possa operar “a plena capacidade” em 2022.

Ampliação da fábrica de vacinas em São Paulo está prevista para começar em novembroAmpliação da fábrica de vacinas em São Paulo está prevista para começar em novembro

Apoie este relatório →Apoie este relatório →