Uma prosa sobre música – O conteúdo lírico

Girls Just Want to Have Fun (Foto: Reprodução)
Girls Just Want to Have Fun (Foto: Reprodução)

A música tem um poder de nos causar inúmeras sensações, para isso é necessário um ritmo que nos acerte em cheio acompanhado de uma boa letra. Atualmente a música que está nos topos tem sido criticada por conta da sua superficialidade, por outro lado vemos artistas pop buscando cada vez mais o conceitual e fazendo abordagens mais maduras em especial em suas letras.

Hoje mais do que nunca o empoderamento feminino está em alta, e isso tem levado muitas artistas a falarem sobre isso, embora muitas dessas músicas sejam co-escritas por homens. Outros buscam falar sobre motivação para perseverar diante de dificuldades, alguns falam de aceitação e tem umas que querem apenas polemizar com letras apimentadas incitando o homossexualismo.

Já na década de 80, Cyndi Lauper entoava versos que falavam sobre o papel da mulher na sociedade com a música Girls Just Wanna Have Fun que se tornou um dos maiores sucessos da artista e daquela época. Outra grande música que aborda de maneira clara as escolhas de uma mulher é a música Man! I Feel Like A Woman da Shania Twain, interessante frisar que no clipe dessa música ela se inspirou em um vídeo bem mais antigo do canto Robert Palmer em que ele canta enquanto belas garotas dançam no fundo.

Outro tema bastante usado nas músicas é auto-aceitação, Gaga em 2011 lançou o hino Born This Way, e Christina Aguilera já no comecinho dos anos 2000, interpretou a bela canção Beautiful.

As letras motivacionais não fogem a regra na hora de escrever um álbum, aqui mesmo no Brasil temos músicas incríveis como Tente Outra Vez do Raul Seixas, e Enquanto Houver Sol do Titãs. Já em inglês uma das mestres nisso é Katy Perry que já emplacou dois hits com essa temática, Fireworks em 2010 e Roar em 2013. Apesar de ser algo bastante comum nos dias de hoje, Mariah Carey no início de sua carreira fez uma das músicas mais brilhantes e inspiradoras que fala sobre encontrarmos nossa força interior.

Por hoje é isso, espero que tenham gostado e não deixem de recomendar.


Texto enviado pelo leitor e comentarista

Pauloncé.

 

 

 

 


 

Douglas Nascimento

Twitter: dnascimentow