Ponto de Vista Especial: Liberação da compra e porte de armas e outros assuntos, com Matt

Sabemos que a violência no Brasil alcançou índices alarmantes. Os motivos apontados para a banalização dos crimes são a desigualdade social, o desemprego, a baixa escolaridade, a urbanização rápida e irregular, falta de estrutura familiar, o tráfico e uso de drogas e o comércio ilegal de armas entre outros..

A população sente-se indefesa perante a ineficaz segurança realizada pelo estado, com falhas e brechas na justiça, penas brandas para delinquentes de alta periculosidade que, por vezes, beneficia o réu em detrimento das vítimas. As pessoas saem de casa e não sabem se voltam, além de não ter garantia de proteção dentro do aconchego do próprio lar.

Dentro deste contexto, a liberação da compra e porte de armas é um assunto polêmico que levanta o questionamento se esta seria a solução para diminuir o elevado número de homicídios, assaltos e suicídios no país ou aumentaria ainda mais o caos já existente..

Há indícios que este assunto será um dos destaques na campanha presidencial brasileira deste ano, tendo como um dos defensores o candidato Jair Bolsonaro..

Recentemente, o caso da policial que matou um assaltante em frente de uma escola, teve muita repercussão com apoio e críticas a atitude e homenagem recebida pela mesma. Também casos envolvendo homicídios em escolas tanto no Brasil como nos Estados Unidos, por exemplo, chamam a atenção para este debate..

É um tema complexo que não permite uma resposta exata, porém fomenta um embate ideológico com defensores e opositores da proposta em questão que vale a pena discutir visando proporcionar uma convivência mais harmoniosa e entre os cidadãos e evoluindo como sociedade..

Neste Ponto de Vista Especial, temos a honra de receber o Matt, veterano comentarista do disqus, que deixará sua opinião sobre o tema e outros assuntos.

Liberação da compra e porte de armas para a população.

Não acho que o porte de arma seja a resposta para a violência do país, acredito que possa contribuir para o aumento, portar uma arma não é garantia de nada, o efeito surpresa é sempre do bandido, prova disso é que policiais morrem praticamente todos os dias vítimas de assaltos, e mesmo armados e treinados não tem chance alguma. O BOZOnaro (rs), ferrenho defensor do porte de armas foi vítima de assalto em 1995, mesmo com treinamento militar não teve chance de reagir, e ainda teve a arma roubada, na época disse a seguinte frase: “Mesmo armado me senti indefeso”. Ué ?! Agora imagine se o “cidadão de bem” que não tem treinamento militar teria chance (poderia ter numa rara oportunidade, mas sabemos que isso não é uma regra). É papel do estado o combate à violência, com políticas públicas bem planejadas, leis mais rígidas, acabar com mordomias e benesses esdrúxulas para bandidos, investir em uma educação de qualidade, esse seria o caminho para começarmos sair dessa situação.

Outros assuntos…

Representatividade negra nas novelas e TV, especificamente a atual polêmica envolvendo a novela Segundo Sol.

A Globo (e as outras emissoras) há algum tempo vem “errando” nesse assunto, existe sim uma falta de representatividade negra gritante na TV, o Brasil é o país que fora da África, concentra a maior população negra no mundo, e mesmo nesse cenário fica ainda mais gritante quando uma novela que se passa na Bahia (onde quase 80% da população se declara negra ou parda) ter poucos atores negros com papeis relevantes na trama, o negro nas novelas na imensa maioria das vezes tem aquele papel clichê que o liga ao fato de ser negro, raramente faz papel em que a cor da sua pele seja indiferente ao personagem que ele interpreta. Sempre existiu uma “cota” velada de negros nas novelas, as pessoas perceberam isso nesse caso da novela Segundo Sol, assim como perceberam a falta de oportunidade para atores orientais na novela Sol Nascente, quando escalaram um ator não oriental para interpretar um oriental. A palavra chave é OPORTUNIDADE, é tudo que esses profissionais querem e merecem, e espero que desta vez a Globo (e suas coirmãs) percebam isso, e mudem de atitude.

Policial que matou o assaltante na frente da escola, considerada heroína.

Ela agiu no momento certo, teve a oportunidade e é treinada para isso, mas esse caso de sucesso é 1 entre dezenas que não tem o mesmo final, e quem leva a melhor na maioria das vezes é o bandido..

Poliamor

Acredito que cada um busca o amor do seu jeito, encontrando a felicidade de maneiras diferentes, se os adeptos acham que essa prática é funcional e os fazem felizes, que sejam felizes vivendo assim. Eu não conseguiria rs..

Bancada evangélica no congresso.

Um retrocesso que vem aumentando eleição após eleição na política do país, entendo que as pessoas votam em quem acham que vão representar seus ideais no Congresso, mas não concordo em misturar política com religião. Essa bancada por muitas vezes tenta calar e cercear direitos de partes da sociedade usando a Bíblia como argumento, mas não somos um país totalmente cristão, e vivemos num estado laico, isso não pode acontecer.

.

.

Sobre a prisão de Lula, foi justiça, perseguição política ou golpe à democracia?

Acho que foi justiça com uma pitada de perseguição política, ele foi julgado a toque de caixa (acredito que foi para impedir sua candidatura na eleição de 2018). A Folha noticiou recentemente que o TRF-4 diminuiu o ritmo de julgamentos da Lava Jato após a condenação do Lula, não preciso dizer mais nada… Mas só a título de comparação, o ex-Governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo foi condenado em 2015 há 20 anos de prisão por lavagem de dinheiro tbm, crime cometido em 1998, e ainda não teve o fim do processo e decretada sua prisão..

Refugiados no Brasil, contra ou a favor?

A favor, acho que essas pessoas tem o direito de ter uma nova oportunidade na vida, de reconstruir suas vidas, e devem ser bem acolhidas aqui..

Funk

Não é um estilo musical que eu curta, mas tbm não condeno quem goste, só acho que os “proibidões” não deveriam existir, e os bailes serem organizados em locais apropriados, e não a bagunça que fazem (principalmente em SP) fechando ruas, privando pessoas do seu direito de ir e vir, e de dormir..

Direitos e movimentos LGBT no Brasil.

Estamos caminhando um pouco devagar nessa área, o Brasil infelizmente é um país bem ignorante nesse quesito, acredito que muito disso se deve ao poder que a Religião tem por aqui, e por conta disso estamos retrocedendo ao invés de avançarmos. É muito triste saber que pessoas são agredidas e até mortas por terem orientação sexual diferente do que a sociedade julga “normal”..

Considerações finais

O site Recreio agradece imensamente a participação do Matt, destacando sua forma coerente de expressar-se, seus argumentos e personalidade marcante que sempre o acompanhou.

Queria agradecer a Rosa (sempre muito gentil, AMMO) e toda a equipe do site pela oportunidade, sucesso a vcs. Ando um pouco afastado do mundo do Disqus, mas sempre que posso visito o site, e leio algumas coisas. É isso meu povo, espero que tenham gostado da minha participação. Obrigado novamente, e até breve 🙂.
.

E você, leitor, estaria apto a possuir o porte de uma arma de fogo? Acredita que a liberação de armas de fogo para a população, diminuiria ou aumentaria a violência no país?

Vote na nossa enquete abaixo e deixe sua opinião nos comentários.


Não perca em breve a segunda parte deste Ponto de Vista, com um outro comentarista opinando sobre os mesmos temas acima.