O tipo de música que você ouve, tem impacto em sua maneira de pensar e agir? Qual seria a trilha sonora da sua vida?

 

 Artigo postado em 10 de outubro de 2016 por Simplesmente Rosa

 “A música é capaz de reproduzir, em sua forma real, a dor que dilacera a alma e o sorriso que inebria”.

Ludwig van Beethoven

 

Não imagino o mundo sem a música, ela está presente em momentos de alegrias e é uma ótima companheira nos períodos de fossa, marcam de forma significativas etapas da vida. É um elemento que traz bem estar à vida das pessoas.

Desde os tempos mais remotos a música tem uma importância considerável à humanidade. Servia como forma de expressão tanto para rituais religiosos, quanto para comunicação com os demais. Em muitas culturas os trabalhadores cantavam para passar o tempo e como uma forma de unificação e motivação para seu labor.

A música e seus significados

hsm686-jpgouvindo-mc3basicatumblr_m76s56wqcn1rqt502o1_400

A música proporciona diversos tipos de sentimentos como alegria, revolta, melancolia, tristeza, fé, entre outros, que permitem transparecer um pouco da personalidade e caráter de distintas pessoas.

Os ritmos predominantes no Brasil atualmente são o sertanejo, funk, forró, samba,  gospel e uma “mistura” difícil de definir, fora os ritmos internacionais e o pop.

Nota-se muito barulho, alta demanda de ritmos e cantores com pouca qualidade, mas é questão de gosto e cabe o respeito. Porém é difícil não notar conteúdos onde impera letras com duplo sentido, e às vezes até explicitas mesmo, apologia às drogas, a violência, exaltação de entidades criminosas e incentivo ao crime. No entanto são as preferidas por uma grande parte de adolescentes, jovens e até mesmo crianças, e com isso,  são colocados rótulos e acabam generalizando, muitas críticas e preconceitos são estabelecidos por conta do gosto musical particular, seja o gosto pela música clássica, popular, funk, sertanejo, samba, pop e todas as outras.

_

Mas será que o estilo de música pode ter impacto na vida de alguém?

o-poder-da-musica-sobre-a-mente-humana-14

Notamos hoje que não há um grande incentivo quanto à formação de médicos, professores, e outros profissionais, ou mesmo em relação à educação, por outro lado há grande incentivo em relação à “cultura atual”, não é raro ver crianças com desejo de se tornarem funkeiras, mas não recebem um alerta quanto a manter os estudos até como um auxílio na própria carreira no mundo funk, e estrutura  para administrar os bens adquiridos ao longo da carreira, os limites da ostentação entre coisas.  Por outro lado, a música desempenha um papel importante na vida de muitos adolescentes. Pode ser uma grande saída para permanecerem ativos e se envolverem em atividades produtivas evitando assim o envolvimento com drogas e outros problemas, como uma válvula de escape.

_

giphy

Magnus, colunista da coluna “No Tom” e “Sala de Cinema” e exímio conhecedor de música,  citou o seguinte exemplo: “O rap, ritmo mais comum nas periferias e que antes era sempre associado ao crime, agora é defendido por, muitas vezes, funcionar como essa válvula de escape, ou então como tentativa de ajudar a reverter a marginalização.  Mas não é só isso, o rap tem ainda em sua letra, o protesto contra as condições socioculturais de um país ou região, sejam elas impostas a uma determinada etnia ou não, como ocorreu nos EUA, país em que foi fundado o rap. Nos EUA, o foco do protesto contido nas letras do rap era predominantemente o preconceito e a discriminação racial”.

Tudo bem se você está apenas ouvindo, mas não leve a mensagem dela muito a sério, cabe a você  e a cada um não deixar esse tipo de música afetá-lo. Idealmente, você não deve deixar essas letras ter influência negativa sobre quem você é.

_

anigif-musica-sutilmenteA música é um desabafo social que quase todos nós temos em comum mesmo nas diferenças, podemos usá-la para relaxar durante uma leitura ou estudo, reduzir o estresse, derramar rios de lágrimas durante uma deprê ao som de uma música mais triste ainda, ou se animar para praticar uma atividade física, um trabalho, marcar um momento, enfim, a música pode ser apenas um refúgio agradável onde pensamos e analisamos as melhores soluções para o nosso bem estar.

Cada um de nós tem a própria trilha musical por diferentes motivos e circunstâncias, o importante é que esta trilha te faça bem, refletir e acima de tudo feliz, mesmo que chore ao som de uma.

“Depois do silêncio, o que mais se aproxima de expressar o inexprimível é a música”.

_Qual a trilha Sonora da sua vida?