Músicas que ganharam covers por artistas famosos

Covers quase sempre estiveram presentes no mundo da música moderna. Alguns fazem enorme sucesso, semelhante ou superior às versões originais. Outros, nem tanto. Abaixo, listarei alguns covers feitos por artistas famosos de músicas antigas.

Twist And Shoult

A música foi gravada pela primeira vez pelo grupo The Top Notes, mas voltou a fazer sucesso na década de 60 ao fazer parte do primeiro álbum do grupo britânico The Beatles. Anos depois, na década de 80, voltou às paradas de sucesso nos Estados Unidos ao fazer parte do filme Curtindo A Vida Adoidado. Isso na voz dos Beatles.

Original:

Cover:

Knockin’ On Heaven’s Door

A música é originalmente de Bob Dylan, assim como os Beatles recordista de músicas regravadas. Foi regravada pelo grupo Guns N’Roses. Um fato curioso é que a canção também tem uma versão em português, interpretada pelo brasileiro Zé Ramalho e intitulada Batendo na Porta do Céu.

Original:

Covers:

Come Together

A música é considerada um dos maiores sucessos dos Beatles, e já foi interpretada por diversos artistas em todo o mundo. Uma das versões mais conhecidas da música é de Michael Jackson, que a gravou no disco HIStory. Outras regravações também ficaram populares, como a do grupo Aerosmith e, mais recentemente, por  Gary Clark Jr., Junkie XL, como tema do filme Liga da Justiça.

Original:

Covers:

I Want To Know What Love Is

Foi gravada nos anos 80 pela banda Foreigner, e voltou a fazer sucesso no ano de 2009 ao ser regravada pela cantora pop americana Mariah Carey como segundo compacto de seu terceiro álbum.

Original:

Cover:

I Will Always Love You

Muita gente não sabe, mas a canção tema do file O Guarda Costas é, na verdade, de uma cantora chamada Dolly Parton. No início da década de 90. Whitney Houston regravou a canção para a trilha do longa-metragem e conseguiu sucesso que dura até hoje.

Curiosidade: Na época, um americano foi processado por seu vizinho por ouvir, por 24 horas consecutivas a canção cantada por Whitney em volume máximo, que em análise psiquiátrica foi considerada como “tortura psicológica” devido a seus 4 acordes repetitivos.

Original:

Cover:

Douglas Nascimento

Twitter: dnascimentow