Chtsch Tchzsny – Capítulo 2: Bolo, dúvidas e mudança de planos

.

.

Autor: Davi Allen.

Web-serie com  7  Capítulos.

Horário: 17h00  (diariamente).

De 08/10 à 14/10/2017.

.

.

Thiago adentra no ônibus e fica curioso se perguntando o significado daquilo. Se acomoda num banco. Ele a guarda no bolso. Aos poucos, o ônibus vai lotando e se tornando abafado.

Chegando ao seu ponto, desce e caminha em direção à casa de Rafaela. É de tamanho médio com um quintalzinho e uma cerca branca. Assim que abre o portão, é recebido por Billy que rosna vigorosamente ante ao rapaz.

 

– Eu acho que ele não vai muito com a minha cara…

Neste momento, Rafaela aponta na porta e vem receber o seu namorado.

– Chegou, né? Eu já tô azoada com aquela confusão aqui dentro, ainda bem que já terminei de arrumar tudo.

– Quieto, Billy. Isso é jeito de receber as visitas?

O cão sai cabisbaixo, ganindo, em direção à sua casinha e entra nela.

Rafaela recebe Thiago com um beijo longo e demorado.

– Como você está linda, meu amor! Caprichou no visual, hein?

– Você gostou? – A moça dá um sorriso tímido.

– Eu amei – Fala no ouvido da moça.

Então, eles entram na casa.

Thiago vê Lucas sentado assistindo desenho.

– Ele já está calmo dessa forma? Lembro ter ouvido você dizer que ele estava agitado mais cedo.

– Sim, estava. Mas esse é o desenho preferido dele, não perde por nada. Ele para o que estiver fazendo só pra assistir.

– O nosso passeio ainda está de pé? Eu sei que acabei me atrasando, espero que não tenha ficado chateada.

– Está sim. Deixa só eu terminar de aprontar algo na cozinha.

Thiago sente o cheiro agradável que vem de lá, fica curioso, mas permanece na sala de estar.

 

A campainha toca. Thiago vai atender. É Tia Zula que veio buscar Lucas para passar a tarde com ela, já que o sobrinho deve voltar para casa com a mãe.

– A Drica vem busca-lo amanhã e eu gostaria de passar a tarde com ele. Faz muito tempo que eu não fico com ele e gostaria de aproveitar. Rafaela me disse que vocês vão sair e que a oportunidade vem a calhar.

– Entre, Tia Zula. Ela está lá dentro fazendo umas coisinhas. Lucas está assistindo ao seu desenho, duvido muito que saia por agora.

– Tudo bem, filho. Vou ficar com ele até terminar, eu aproveito, e descanso um pouquinho. Estas pernas já não me obedecem como antes…

– Obrigado, Tia Zula. A senhora não sabe o quanto é importante para a gente. Acomode-se, fique à vontade.

Nesse momento, surge Rafaela com três pratinhos e serve-os.

– Oi, Tia Zula. Trouxe um lanchinho para vocês!

– Obaaa! Bolo de chocolate, eu quero, Rafa. – Levanta Lucas do sofá, repentinamente, e agarra o pratinho.

– Obrigado pelo lanche, minha sobrinha. Tá uma delícia. – agradece a Tia.

Eles comem o bolo e o rapaz elogia a guloseima.

– Nossa! Isso aqui tá uma delícia. Eu amo seus bolos principalmente esse de chocolate.

– Que nada… Não tem nada demais nesse bolo, é só mais um como os outros que eu faço.

– Assim que entrei, sabia que tinha algo de bom, senti o cheiro de longe, rs.

Tia Zula sai com o menino. Ele manda um beijo singelo e o coração da prima se enche com ternura.

A porta se fecha. Thiago se lembra de algo. Põe a mão no bolso e tira a moeda.

– O que é isso? – Questiona a moça.

– É o que eu também quero saber.

Ele mostra a moeda e ela diz: – Vamos procurar na internet pra ver se achamos algo.

– Boa ideia! Nem havia pensado nisso antes.

Eles vão para o quarto, ela liga o notebook e digita Chtsch Tchzsny no Google.

– Meu amor, encontrei algo aqui. O endereço de uma loja de artefatos, no centro, que vende essas moedas e outras quinquilharias, inclusive, tinha o anuncio exatamente desta, mas que foi retirado há pouco tempo. Não faço ideia do seu significado.

– Pois, vamos até lá para ver se descobrimos alguma coisa.

– E o nosso passeio? É uma mudança de planos, eu suponho, rs

– Não sei, o que você acha?

– O que eu sei é que a minha curiosidade está me matando, vamos para essa loja agora.

Thiago encontra o guarda-chuvas da moça e o pega.

 

– O meu guarda-chuvas? Pelo menos é um sinal de que está aprendendo a lição.

– Sim, rs. A gente só aprende depois que apanha. Vamos.

 


 

 

 

  • Simón

    Recomendado!!

    • Davi Allen

      Obrigado, Simón!

  • Casal curioso