Por que os reality shows fazem tanto sucesso e garantem audiência?

Em meio a críticas e devoção, os reality shows, garante audiência e repercussão, chamando a atenção do público. Atualmente no Brasil, temos vários tipos de realities, que conquistam diversos públicos: MasterChef, A Fazenda, Big Brother Brasil, Power Couple, A Casa, entre outros.

Na teoria,   “reality show”  seria um programa televisivo baseado na “vida real” com pessoas reais, não personagens, agindo de forma real. Na prática, os participantes são pessoas escolhidas com o intuito de criar toda uma história para entreter o público, como uma novela, onde existem os vilões, mocinhos, protagonistas,  figurantes, fora as cotas de estereótipos físicos e sociais. O ambiente pode ser uma fazenda, cozinha, casa, mas o conteúdo ou falta dele, é o mesmo.

Mas, por que os realities shows faz tanto sucesso e garantem audiência?

Para quem participa, além do prêmio, a fama é um objetivo, nem que seja apenas 15 minutos, já para outros, pode ser uma porta de entrada, o inicio de um sonho ou projeto maior.

No caso de quem assiste, o principal motivo talvez  seja julgar a vida dos outros e se espelhar, dedicando mais tempo a vida de terceiros na tela ao invés de priorizar a própria realidade. Assim, nascem os ídolos frágeis, seguidos por diversos tipos de pessoas e suas ideologias, classes sociais. Alguns acreditam piamente que se trata de um jogo limpo e natural, sem interferências, então votam freneticamente para dar o prêmio ao seu favorito.

Há que diga que este tipo de entretenimento não agrega nada, outros alegam que é diversão garantida ver pessoas se agredindo verbalmente e até fisicamente. Bom ou não, os realities fabricam celebridades, discussões, e garantem audiência as suas respectivas emissoras. Enfim, cada um sabe o que agrega algo em sua vida.

E você, leitor do Recreio, o que pensa sobre os reality shows?

  • Locutor de Rádio FM

    Realities de confinamento estão ultra, hiper, super, mega, master ultrapassados. Mas como disse o nosso amigo Tempestade Noturna, tudo que foge ao politicamente correto – o povo se identifica. Realities de culinária e musicais já estão no desgaste e realities de dança já são explorados sem piedade pelas emissoras( quer dizer uma emissora…). Aliás, Sônia Abrão foi feliz na sua crítica a essa nova temporada de ‘A Fazenda’. Já o ‘Masterchef’ que apresenta sua versão com profissionais – os amadores da temporada anterior que consagrou Michele como vencedora, são melhores que esses “experientes” dessa atual temporada. Ah e vem aí The Voice….afffff. Cadê Attílio Riccó, Luciano Callegari……….respondam….a TV aberta clama por vocês. Se estão ainda ‘On Air’ é porque o mercado publicitário ainda os abraça carinhosamente….

  • Davi Allen

    Não sou muito fã de Realities. Gosto de MasterChef e alguns musicais. Reality de confinamento, passo longe.

  • Jão

    Pq são legais, a depender das dinâmicas

  • Lois Lane: A Linguaruda.

    Acredito que o sucesso se deva pelo entretenimento que tais programas de TV proporcionam ao telespectador. Hoje em dia as pessoas querem se distrair, então acabam assistindo a esses reality shows; sejam de culinária, confinamento, ou musical.

  • Simón

    O povo adora é baixaria kkk tanto que quanto mais barracos nesses realitis mais a audiência sobe

  • Reality show sempre atiça o espírito de competitividade do telespectador, que logo se identifica com algum participante e passa a torcer por ele até o fim do jogo.