Polêmica nas novelas e séries é assunto delicado que deve ser abordado com muita responsabilidade.

Na Mira da TV Edição Especial: Polêmica nas novelas e séries é assunto delicado que deve ser abordado com muita responsabilidade.

Olá nobres. Atualmente a dramaturgia da TV brasileira tem apostado em temas polêmicos – o que tem dividido a opinião pública. Como forte arma para prender a atenção do telespectador, a maior emissora do país vem apostando em conteúdo apelativo e assuntos polêmicos para alavancar sua audiência. O reality ‘A Fazenda’ fez a Globo se mexer e criar seu horário de novela das onze regado a muito erotismo com corpos de atores nus, simulações de sexo e por aí vai. Na novela ‘Babilônia’, o autor Gilberto Braga já quis ”chegar chegando” ao trazer um beijo gay no primeiro capitulo de seu folhetim. O publico de casa não digeriu bem isso e a novela penou na audiência ( para os padrões global ).

A atual novela das 9 da TV dos Marinhos, vem trazendo uma polêmica sobre a ideologia de gênero, algo que até antes não fora abordado na dramaturgia brasileira – certo?……não…..errado!!! Embora, Glória Perez tivesse “a força de querer” pra abordar esse tema desde 1984 na Globo; o canal por sua vez, rejeitou tal discussão sobre, e aí vem a autora Cristianne Fridman trazer esse assunto para a novela “Vidas Em Jogo”. A autora da Record abordou com muita responsabilidade essa questão com a excelente atuação da atriz Denise Del Vecchio interpretando com maestria o papel da Augusta – uma mãe dedicada e empresária de sucesso que escondia de todo mundo que era uma transexual.

Cristianne Fridman tocou exatamente no ponto da humanização, sem levar para o lado da ridicularização e também tratou da intolerância ( Augusta é rejeitada pelo filho que a agride e manda interná-la em uma clínica psiquiátrica ) tal qual Glória Perez está fazendo em ‘A Força do Querer’. Fridman havia tratado também de outras questão como Homofobia, Xenofobia e adesão a bandeira do Nazismo em ‘Vitória’. Glória trouxe também a questão da imigração na trama ‘América’ e maternidade de substituição em ‘Barriga de Aluguel’. Esses temas são relevantes e devem sim ser discutidos sempre com muita ‘responsa’; mas não devem passarem batidos. Tenho assunto pra falar da novela Babilônia e das novelas do horário das onze – mas vai ficar para o próximo post, pois tenho que encaixar também ainda no próximo texto a situação do ator José Mayer.

O tema do post será sobre a demagogia que toma conta da nossa sociedade. Então, até lá.