“Que loucura é essa, TV Record?”

O ator Pedro Paulo Rangel se revoltou com uma matéria que citava o seu nome levada ao ar no último Domingo show. “Que loucura é essa, TV Record?”, criticou em uma rede social. “Por que me trataram como um doente inválido?”. Segundo Rangel, sua DPOC (Doença Pulmonar Crônica Obstrutiva) está sob controle e nunca o impediu de trabalhar. “A opção de não fazer mais novelas foi tomada por mim apenas porque já as fiz por 40 anos, então dou este karma como cumprido”, afirmou.

Pedro Paulo também aproveitou a publicação para “corrigir” uma informação que o programa teria errado: “Não é verdade que não faço TV tem quatro anos”. O ator alega que a Record omitiu a informação sobre a série Prata da casa, da FOX, que estreia no dia 10 de maio: “Informação dada errada e cortada na edição do programa”. Ele também esclareceu que nunca parou de fazer teatro, tendo ficado em cartaz durante oito meses em São Paulo com a peça Histeria. “Agradeço a todos que se preocuparam por mim em razão deste lamentável equívoco”, complementou.

Sobre a saída da Globo, o artista diz não guardar mágoas. “Eu falei para o meu chefe que queria dar um tempo e que depois voltaria”, disse, revelando que a emissora divulgou que ele havia sido dispensado. “Hoje em dia, sacudo os ombros para eles. Mas, na época, fiquei muito magoado. Não precisa, uma TV como essa, tão premiada, tão famosa, agir dessa maneira. Não valia a pena”, contou ele.