Os melhores filmes de Denzel Washington

Filho de um pastor e de uma esteticista, Denzel Washington recebeu o primeiro nome em homenagem ao médico homônimo que o fez nascer. Estudando Jornalismo na Fordham University, o jovem se apaixonou pela atuação ao participar de produções de teatro estudantil. Por isso, após sua formatura, Denzel estudou por um ano no “American Conservatory Theater” em São Francisco, até começar a trabalhar como ator.

Sua primeira participação como profissional foi em uma peça em St. Mary’s, Maryland chamada “Wings of the Morning” (“Asas da Manhã”, em tradução livre).  Em seguida, ele começou a perseguir papéis em produções televisivas e cinematográficas. De lá pra cá, coleciona prêmios  como Oscar e Globo de Ouro, fora indicações,  além de  consagrado como uma das principais estrelas de Hollywood e do Cinema Mundial.

Atualmente concorre pela sétima vez a uma estatueta no Oscar de melhor ator em 2017 por  “Um Limite Entre Nós” sendo um forte candidato ao prêmio.

Nesta matéria estão listados alguns dos melhores filmes estrelados por Denzel Washington em ordem aleatória. É hora de relembrar os principais destaques de sua carreira e, é claro, opinar sobre nossa escolha. E aí, você concorda com a lista? Faltou algum filme? Aproveite o espaço e envie seu comentário!

BônusUm Limite entre nós (2016)

01 – Duelo de Titãs (2000)

Nos grandes eventos ou nos pequenos, vemos exemplos de superação. Muita garra, talento e dedicação permitem grandes surpresas, vitórias imprevisíveis. O filme “Duelo de Titãs” mostra justamente isso. Como um grupo de jovens, comandados por um técnico determinado e durão, conseguiu vencer os desafios que se colocavam entre eles e a vitória e levou um time de futebol americano a um título consagrador.  O filme, porém, vai muito além disso. Nos bastidores da preparação do time há uma questão das mais espinhosas, a racial. Os acontecimentos apresentados no filme se passam no início da década de 1970. Momento em que as escolas norte-americanas tinham que integrar brancos e negros em salas de aula e nas demais atividades escolares. Inclusive no esporte. A relutância dos dois grupos era notória, tanto os estudantes brancos quanto os negros não queriam aceitar essa integração de forma alguma. O próprio técnico  Herman Boone (interpretado pelo ótimo Denzel Washington) enfrentou dificuldades, tinha dois grandes problemas, era negro (e, por isso, sofria rejeição dos garotos brancos) e, entrava na vaga de treinador principal ocupando o espaço ocupado por um treinador que tinha muita empatia com o grupo de jogadores brancos. Mas a forma resoluta encarou o problema, fez com que ele pudesse treinar o time e, ao mesmo tempo, quebrar as barreiras criadas pela diferença de cor, promovendo a integração do elenco e, permitindo dessa forma que o grupo pudesse chegar às vitórias.

 

02 – Déjà Vu (2006)

Ao longo da carreira, Denzel Washington trabalhou com o diretor Tony Scott em cinco filmes. Déjà Vu é um dos melhores trabalhos da dupla, que colocou o ator em um gênero pouco explorado por ele: a ficção científica. No filme, Denzel é um agente que, após viajar no tempo, tem por objetivo impedir que a explosão de uma bomba em uma balsa aconteça. Muita ação em uma trama envolvente e com o estilo visual peculiar de Tony Scott.

03 – O Plano Perfeito (2006)

Outro parceiro habitual de Denzel é o diretor Spike Lee, com quem já rodou seis filmes. O Plano Perfeito é o típico filme de assalto, onde um grupo de criminosos elabora algo fantástico para roubar um local e conseguir escapar da polícia. Com um roteiro bem elaborado e um elenco que conta ainda com Clive Owen, Willem Dafoe e Jodie Foster, foi o último sucesso de bilheteria de Lee como diretor.

 

04 – Um Ato de Coragem (2002)

Este talvez seja um dos filmes mais humanos da carreira de Denzel Washington. Dirigido por Nick Cassavetes, este suspense acompanha o desespero de um pai diante do grave problema de saúde do filho. Sem dinheiro para bancar o transplante do coração, ele toma como refém todo o setor de emergência de um hospital. Um filme emocionante que ainda traz uma crítica ácida ao setor médico norte-americano.

05 – Coragem Sob Fogo (1996)

Contado em flashbacks, Denzel Washington estrela filme em que vive um coronel do exército americano designado para investigar uma capitã, vivida por Meg Ryan, morta durante uma missão, e determinar se ela é realmente indicada a ser a primeira mulher nos EUA a receber a medalha de honra, condecoração máxima das forças armadas norte-americanas. Essa é a trama do longa “Coragem Sob Fogo”. Em 1991, após a Guerra do Golfo, o tenente-coronel Nathaniel Serling (Denzel Washington) tenta obter indícios de que oficial a médica Karen Emma Walden (Meg Ryan), morta durante a guerra, merece ser a primeira mulher a ganhar a Medalha de Honra. Entretanto, na verdade, o Departamento de Relações Públicas da Casa Branca está procurando um herói e acaba encontrando um escândalo, que precisa ser encoberto por um atormentado oficial.

06 – Dia de Treinamento (2001)

Após perder o Oscar de melhor ator por Hurricane – O Furacão, ficou a sensação geral de que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas devia uma estatueta a Denzel Washington. Esta “dívida” foi paga com Dia de Treinamento, onde ele interpreta um policial veterano e corrupto que bate de frente com seu parceiro novato. Este filme bastante tenso rendeu ainda uma indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante a Ethan Hawke, o tal parceiro, que curiosamente tem mais tempo de tela do que o próprio Denzel.

 

07 – O Dossiê Pelicano (1993)

Julia Roberts estava há dois anos sem atuar quando resolveu voltar às telonas nesta adaptação de um dos livros mais conhecidos de John Grisham. Denzel foi convocado para interpretar um jornalista que decide ajudá-la a impedir o assassinato de dois integrantes da Suprema Corte de Justiça. Por mais que a explicação em torno do dossiê pelicano em si seja um tanto quanto confusa, o filme tem bom ritmo e prende o público, muito graças à qualidade da dupla principal.

 

08 – Um Anjo em Minha Vida (1996)

Refilmagem de Um Anjo Caiu do Céu, com Cary Grant, David Niven e Loretta Young, esta nova versão resolveu apostar em um casal negro como protagonista. Denzel foi imediatamente convidado para ser o anjo do título, tendo como par a cantora Whitney Houston, em uma de suas raras aparições como atriz. Um filme leve e bem humorado, também devido à trilha sonora repleta de canções gospel.

 

09 – Muito Barulho por Nada (1993)

Consegue imaginar Denzel Washington interpretando em uma peça de William Shakespeare? Foi exatamente o que aconteceu nesta adaptação dirigida e estrelada por Kenneth Branagh, que conta ainda com Emma Thompson, Keanu Reeves, Kate Beckinsale e Michael Keaton no elenco. No filme, indicado ao Globo de Ouro de melhor comédia/musical, coube a Denzel interpretar Don Pedro, príncipe de Aragón.

 

10 – O Gângster (2007)

Parceiro costumeiro de Tony Scott, Denzel foi trabalhar com o irmão dele, o também diretor Ridley Scott, neste filme grandioso sobre o jogo de gato e rato praticado entre um implacável detetive (Russell Crowe) e o chefão do tráfico em Nova York nos anos 1970. Por sua atuação, Denzel foi indicado ao Globo de Ouro de melhor ator em drama. Recebeu duas indicações ao Oscar.

 

11 – A História de um Soldado (1984)

Primeiro protagonista de destaque em sua carreira, Denzel interpretou um advogado que, em plenos anos 1940, precisa investigar o assassinato de um soldado negro em uma base militar. Repleto de questões raciais na trama, recebeu três indicações ao Oscar: melhor filme, melhor ator coadjuvante (Adolph Caesar) e melhor roteiro adaptado. Dirigido por Norman Jewison.

 

12 – Maré Vermelha (1995)

Denzel Washington nunca se limitou apenas aos dramas e, ao longo da carreira, demonstrou uma afeição especial por suspenses. O maior exemplo talvez seja este filme, o primeiro da parceria com o diretor Tony Scott. Bastante tenso, o longa acompanha a batalha entre um militar flexível e outro durão (Gene Hackman), ambos dentro de um submarino nuclear em pleno oceano. Em jogo, a decisão sobre bombardear ou não um grupo de russos rebeldes, que podem atacar os Estados Unidos com um míssil nuclear. Recebeu três indicações ao Oscar, todas técnicas.

 

13 – Hurricane – O Furacão (1999)

Por mais que tenha vários problemas de roteiro, a atuação de Denzel Washington como Rubin Carter, um boxeador erroneamente condenado à prisão perpétua, é tão comovente que carrega o filme praticamente sozinho. O ator foi indicado ao Oscar pelo papel e travou uma disputa dura com Kevin Spacey, que acabou ganhando a estatueta dourada por Beleza Americana. Foi sua segunda parceria com o diretor Norman Jewison, com quem já havia rodado A História de um Soldado.

 

14 – Um Grito de Liberdade (1987)

Este é um dos filmes mais potentes sobre racismo dentre os vários rodados por Denzel Washington. A história gira em torno do militante Steve Biko, que lutou contra o apartheid na África do Sul, e sua relação com o editor-chefe de um jornal liberal do país. Dirigido por Richard Attenborough e com Kevin Kline no elenco, recebeu três indicações ao Oscar – inclusive uma de melhor ator para Denzel.

 

15 – Tempo de Glória (1989)

Foi por este filme que Denzel Washington ganhou seu primeiro Oscar, na categoria de ator coadjuvante. Dirigido por Edward Zwick, o longa-metragem acompanha um batalhão inteiramente composto por soldados negros, que defendeu os Estados Unidos durante a Guerra Civil. Com Matthew Broderick e Morgan Freeman no elenco, ganhou ainda mais dois Oscar, nas categorias de fotografia e som.

 

16 – Filadélfia (1993)

Este é mais um filme estrelado por Denzel onde o preconceito é o tema central, só que desta vez o racismo sai de cena para que o tratamento aos portadores do vírus da AIDS seja abordado. Cabe a Denzel interpretar um advogado homofóbico, que precisa defender um homem demitido pela empresa em que trabalhava apenas por ser HIV positivo. O filme ficou marcado pela atuação de Tom Hanks, que levou o Oscar de melhor ator, e também pela canção “Streets of Philadelphia”, de Bruce Springsteen, também premiada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

 

17 – Malcolm X (1992)

Dirigido por Spike Lee, a cinebiografia do líder negro Malcolm X é explosiva! Tudo porque ele defendia uma doutrina de ódio ao homem branco, em decorrência do preconceito e da perseguição que os negros eram submetidos há séculos nos Estados Unidos. Recebeu duas indicações ao Oscar, nas categorias de maquiagem e ator, para Denzel.

 

  • ♛ Hades

    Esse é monstro! Acho que nunca o vi fazer um filme ruim!

    • Johann Marston Bach Violinista

      “Um Espírito Grudou em Mim” e “Herói sem Pátria”, não assista, kkk

  • Bob, o construtor

    Chamas da Vingança de 2004 é muito bom

  • Quanto filme bom! Denzel é um excelente ator.