Não são super, nem heróis, nem ídolos inquebráveis…são meramente humanos!!!

Olá nobres leitores do Recreio. Mais uma vez Feliz 2017 pra você que tem acompanhado não só o Na Mira da TV como também os diversos assuntos nas postagens que este site apresenta – tudo feito com muita dedicação e profissionalismo acima de tudo.

Bom, esta coluna vai começar um pouco diferente digamos assim. Quando eu estreio uma série aqui, eu ponho ali ao lado do tema o número de episódios tipo: parte 1, parte 2 ……última parte – mas dessa vez cada postagem terá um tema diferente e você saberá exatamente o tema central que estaremos tratando ao longo da mesma.

Há um ditado que diz que o ser humano vive de momentos – e são esses momentos e nossas reações a eles que vamos analisar no decorrer dessa série. Faremos perguntas – das intrigantes à retóricas e daí teremos a certeza que não há mérito algum, virtude alguma procedente de nós mesmos. Fala-se muito a cada ano-novo que devemos evoluir, tentarmos ser pessoas melhores, mas a cada tentativa  – um fracasso e você já ouviu falar daquela velha frase “Não há pecadinho, nem pecadão – tudo é pecado.”; afinal, um kilo de chumbo e um kilo de algodão tem o mesmo peso. Porém, a balança onde se pesa nossas falas e atitudes é verdadeira e rigorosa demais e nela, há a seguinte frase – “Vale o quanto pesa”. Vamos utilizar alguns “exemplos” de famosos e, claro, o cenário da TV brasileira que é nossa proposta aqui no Na Mira.

Os famosos cantores, jogadores de futebol e por aí vai, podem “pintar” e “bordar” até um certo ponto que o seu público não vai dar a mínima; agora, em se tratando de TV, o buraco é bem mais embaixo. Quero deixar claro aqui que não é minha proposta julgar ninguém, mas apenas apresentar fatos que só evidenciam quão falho somos todos nós – que somos escravos da vaidade, ego inflado, razões e até mesmo das nossas boa intenções, de tudo que vem da nossa alma.

Justin Bieber recentemente deu um soco na cara de um fã que mesmo com o rosto sangrando, o fã diz que ainda é idolatra do jovem cantor.

O “Rei” Pelé rejeitou sua filha de sangue, Sandra Regina ( fruto de um relacionamento extraconjugal com a dona de casa Anísia Machado ) que morreu vítima de câncer. Pelé não foi ao hospital, nem ao velório, muito menos ao enterro de Sandra Arantes do Nascimento ( reconhecimento mediante exame de DNA ) – que queria apenas que o pai a aceitasse de fato como filha. Será que seria tanta vergonha assim reconhecê-la como filha? Será que isso mancharia sua reputação de “Rei” do futebol?

A psicóloga Magdalena Ramos acredita que deve ter tido um motivo muito forte para que Pelé insistisse em adotar tal postura. A balança já é extremamente rigorosa com o ex-goleiro Bruno que jogou na lata do lixo toda a sua trajetória de sucesso no futebol brasileiro.

Vamos para o Mundo da TV com o correspondente da Globo em Nova York, Jorge Pontual. O repórter imitou um dos personagens da saga Star Wars – o Chewbacca, ao falar da morte da atriz Carrie Fisher. Alguns jornalistas lá da Globo ficaram meio sem jeito e o público da Internet foi implacável com o jornalista

que depois pediu desculpas por sua atitude. Ponto para o Pontual.

E agora vamos falar de Rodrigo Faro que promoveu um encontro do cantor Leonardo com um fã que “não o conhecia” conforme o GC do programa. Essa emoção fez o ‘Hora do Faro’ marcar 14 pontos de média e ainda vencer a final do ‘Dança dos Famosos’ do ‘Domingão do Faustão’. A questão é que Faro sabia sim de toda essa armação e quando Leonardo e o fã-mirim se abraçam ( com aquela trilha sonora bem conveniente ), o apresentador da Record diz: “Ah meu Deus do Céu, Oh meu Deus do Céu”. Isso compromete a carreira do Faro? Não! Mas uma mancha ficou no seu programa onde o tempo se encarrega de apagar, mas é bom o Faro não repetir mais isso – afinal foi só uma tola vaidade e o jovem apresentador ainda tem muito pra amadurecer. Vale aqui pra Faro o seguinte ditado: “Errar é humano, mas permanecer no erro aí já é desumano!

No próximo post, vamos relembrar o caso Gugu e a farsa do PCC e ainda saiba que um grande apresentador quase põe fim a sua nobre carreira ao tentar ajudar um pai de família e ainda veja a relação entre Sonia Abrão, Datena e Geraldo Luis e vamos pôr os programas religiosos Na Mira e não é só o da Record não.

x

x

No Próximo Na Mira da TV vai ter estreia também, aguarde!

  • Pedro Augusto

    Nossa, parece que virou moda artistas dar muros na cara das pessoas

  • Assim como tem os anônimos que são ótimos na profissão, mas nem tanto como pessoa ou cometem erros condenáveis, o mesmo ocorre entre os famosos, muito bom o post evidenciar isso.

  • Pauloncé ★

    Achei ótimo o post